Ricardo e bispos discutem enfrentamento à estiagem

O governador Ricardo Coutinho se reúne, nesta quarta-feira (1º), às 10h, com os bispos da Paraíba e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adriano Galdino, para discutir ações de enfrentamento à estiagem.

Durante o encontro, que acontece no Palácio da Redenção, serão discutidos os problemas dos municípios que sofrem com a longa estiagem e as ações de enfrentamento aos efeitos da seca. Na ocasião, o governador vai apresentar ações do Plano Emergencial de Enfrentamento à Estiagem, lançado pelo Governo no mês de junho.

A Gestão Unificada da Emater/Emepa/Interpa - GU, vinculada à Secretaria de Estado da Agropecuária e Pesca (Sedap), está preparada para assessorar os municípios afetados pela estiagem dentro do Plano Estadual de Enfrentamento à Estiagem, lançado neste mês de junho, pelo Governo do Estado. Afora as que já vinham sendo executadas, a partir desta semana novas ações serão intensificadas a partir da construção de barragens subterrâneas na região de Patos, uma das mais atingidas pela falta de chuvas.

Na quinta-feira (2), no Sítio Recanto, em São José de Espinharas, acontecerá a construção de uma barragem subterrânea com 60 metros de comprimento, Na ocasião também haverá a capacitação de todos os extensionistas dos 16 municípios integrantes da região e operadores de máquinas do Programa de Aceleramento do Crescimento. A ação tem parceria das prefeituras municipais, sindicatos e associações rurais e agricultores familiares.

O coordenador regional da Emater PB em Patos, Francisco Acácio da Silva, disse estar otimista com a iniciativa do governador Ricardo Coutinho em implantar ações que irão amenizar os efeitos da estiagem, destacando, entre elas, a construção de barragem subterrânea, caixas d’águas, adutora de montagem rápida, distribuição de filtro de barro e perfuração de poços.

Entre as ações que já vinham sendo executadas pelo Governo do Estado, ele informou que no ano passado os agricultores da região foram beneficiados com a distribuição de ração animal – mais de 2.500 blocos multinutricionais, mais 640 toneladas de capim elefante, sorgo forrageiro, e cerca de 3 mil toneladas de feno. Ainda segundo Chico Acácio, também no ano passado, foram construídos 48 poços amazonas e artesianos, além de pequenos barreiros que contemplaram centenas de famílias agricultoras.

De acordo com o diretor técnico da Emater PB, Vlaminck Saraiva, o plano anunciado pelo Governo que prevê investimentos da ordem de R$ 133 milhões em ações, sendo R$ 80 milhões do tesouro estadual e R$ 53 milhões do Governo Federal, terão a efetiva participação da Emater, já que a extensão rural está presente em todos os municípios afetados pela seca.  Ele informou que a empresa já possui termo de cooperação técnica com 140 municípios dos 170 que estão em situação de emergência e irá ampliar o plano de trabalho atual, incluindo a assistência técnica para a construção de 2.430 barragens subterrâneas, ressaltando que nenhum município ficará sem atendimento.

Com relação ao Garantia Safra, Vlaminck informou que dos 189 municípios que aderiram ao programa, a Emater já executou a emissão de laudos de vistoria de perdas em 153, na safra 2014/2015. A Emater também vai assessorar os agricultores na perfuração de 920 poços artesianos e amazonas, igualmente na construção de 329 barreiros. Pelo plano do governo, serão distribuídas 66,9 toneladas de ração, sendo 15 mil pela Sedap, mais 15 mil pela Empasa e 36,9 blocos multinutricionais pela Emepa.