Ricardo manda Cartaxo estudar diferença entre terceirização e privatização

O governador Ricardo Coutinho (PSB) rebateu duramente as alfinetadas do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, na manhã desta segunda-feira (24). Ele desmentiu a saída do secretário de Segurança Pública do Estado, Cláudio Lima. "Mais uma vez é tentativa de desviar o foco para outras questões", disse.

Em entrevista coletiva, na solenidade que lançou um programa de ressocialização de crianças e adolescentes, o governador disse que o prefeito não sabe do que está falando quando se refere ao processo de "gestão pactuada" no setor da Educação. "Eu acho que as pessoas têm que estudar um pouco e saber o que é terceirização ou privatização.

O que estou fazendo é combatendo a precarização dos trabalhos que existe há 40 anos", comentou.

Segundo ele, com a "gestão pactuada", cerca de 17 mil servidores, que não têm um só direito se forem exonerados, passarão a ter carteira assinada e todos os direitos trabalhistas. "Se fossem fazer um concurso, mais de 90% ficariam de fora", frisou.

Ele ainda criticou a gestão municipal e disse que Luciano Cartaxo não faz a gestão esperada pela população. "João Pessoa tem um orçamento de R$ 2,2 bilhões e não tem nada na cidade. Lamento profundamente, porque ao invés de deturpar e mentir, talvez ele poderia buscar coisas melhores para a população. Eu tinha um orçamento de R$ 600 mil", criticou.