Ricardo pede que transformação se espalhe pelo país

ricardoeduardovelorioO governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), candidato à reeleição pela coligação ‘A Força do Trabalho’, participou, neste domingo (17), no Recife, das últimas homenagens ao ex-governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos (PSB). Acompanhado da primeira dama do Estado, a jornalista Pâmela Bório, Ricardo transmitiu aos filhos e à viúva de Eduardo, Renata Campos, o sentimento de pesar do povo paraibano pela morte trágica do amigo, ocorrida na última quarta-feira (13), após um acidente aéreo no Litoral paulista.

À imprensa, o governador da Paraíba disse que o sentimento é de profunda tristeza. “Talvez essa seja a maior homenagem que qualquer brasileiro possa fazer a Eduardo Campos, um político muito diferente daqueles que postulam à Presidência nestas eleições. Ele era um amigo, um companheiro de verdade, para as horas boas e as ruins”, enfatizou Ricardo.

Para o governador paraibano, o grande desafio agora é fazer com que Eduardo Campos seja lembrado por seu legado, e que o sentimento de transformação que ele inspirava possa crescer por todo o Brasil. “Que os pressupostos que Eduardo professava, dessa ética em relação ao que é público, possam ser levados para todos os estados, para todas ascidades”, ressaltou.

Ricardo passou parte do dia na capital pernambucana, onde participou pela manhã do velório e da missa campal celebrada pelo arcebispo de Recife e Olinda, dom Fernando Saburido, no Palácio do Campos das Princesas. À tarde, o governador paraibano seguiu para o cemitério de Santo Amaro, local do sepultamento do corpo do presidente nacional do PSB.

Além de Ricardo, diversas autoridades do País participaram do último adeus a Eduardo, como a presidente Dilma Rousseff (PT), o ex-presidente Lula (PT), a ex-senadora Marina Silva (PSB), o senador Aécio Neves (PSDB) e governadores de vários estados brasileiros.