Ricardo revela que se Temer não renunciar, PSB pedirá impeachment do presidente

O governador Ricardo Coutinho revelou que o PSB irá pedir o impeachment do presidente da República, caso Michel Temer (PMDB) insista em permanecer no cargo e não renuncie. Em encontro nacional, convocado extraordinariamente para debater a crise no país, a direção nacional do PSB decidiu retirar o apoio a Temer.

Ricardo Coutinho está em Brasília e participa do encontro do PSB e disse concordar que o governo Temer precisa acabar e convocar eleições diretas já. “Caso Temer não renuncie, o PSB votará a favor do Impeachment. Defendemos a articulação de setores da sociedade em torno da construção de uma pauta mínima em defesa da democracia e da retomada do desenvolvimento com inclusão social. Avançamos”, diz o governador.

Membros da Executiva Nacional do PSB confirmaram no dia de hoje a saída do partido do governo Temer, que tem 35 deputados e 7 senadores, além de pedir que o ministro Fernando Coelho Filho, de Minas e Energia, deixe o governo.

A saída do PSB do governo ocorre após revelação de uma conversa entre o presidente e o dono do figorífico JBS, Joesley Batista, onde supostamente o presidente estava dando aval para que a empresa mentivesse uma mesada para calar a boca do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha.