Salão de Artesanato: Vendas chegam a R$ 92 mil/dia



Com menos de três dias de evento, a 23ª edição do Salão de Artesanato Paraibano já obteve a marca de R$ 280 mil em vendas. A abertura ocorreu na sexta-feira (15) e visitação segue até o dia 31. O Salão funcionando no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa, das 14 às 21h. Esse balanço parcial foi apresentado, em primeira mão, na noite desta terça-feira no programa 27 Segundos, na RCTV, canal 27 da NET digital, pela gestora gestora do Programa de Artesanato Paraibano (PAP), Lu Maia.

“Esse é ótimo número em vendas. E a participação do público tem sido muito boa. Se continuarmos assim, esta edição vai superar nossas expectativas, que era entre R$ 500 mil e R$ 800 mil ao todo, e um público de mais de 50 mil visitantes”, comentou Lu Maia. Ela revelou que as vendas, em média, chegam a R$ 92 mil por dia.

O Salão de Artesanato Paraibano inclui capacitação de artesãos, programação cultural e infantil. Na segunda-feira (18), foi realizada uma mesa-redonda com os artesãos e o comitê gestor do algodão colorido da Paraíba, com o tema “Desafios de produção e casos de sucesso”.

Tipologia exclusiva

Mais de 70 cidades paraibanas enviaram representantes ao Salão e todos os mais de 400 artesãos fazem parte do PAP. Um desses municípios é Cabedelo, que conta com pelo menos dez artesãs expondo seus trabalhos, que utilizam escamas de peixe, crochê, tecido e ossos de boi. As criações vão desde roupas, biquínis, mantas e peças decorativas até bijuterias.

A artesã Maria Josilene Bernardo de Sousa, mais conhecida como Jô do Osso, produz as exclusivas biojoias (bijuterias feitas com o osso de boi). Ela é a única na Paraíba a trabalhar com a matéria-prima e expõe seu artesanato no salão já há 12 anos. Com uma técnica pioneira, a artesã elabora anéis, pulseiras, colares e brincos, utilizando apenas o material banhado com tinturas naturais extraídas do urucum, da flor do maracujá e até da casca da uva.

“Eu revendo minhas peças para mais de 12 países. É uma honra e um orgulho muito grande levar o nome da minha cidade para o Brasil e o mundo. O salão é uma vitrine para o nosso trabalho e eu faço sempre questão de participar e chamar o maior número de artesãs daqui para irem também”, comentou Maria Josilene.

Programação cultural e infantil:

Dia / atração

19 - Kaká do Forro

20 - Boca de Cena

21 - Tereza Cavalcanti

22 - Boca de Cena / Franklin e Nazari

23 - Janeiro Arretado (para crianças) / Minervina e Soledade

24 - Janeiro Arretado / Poliana Rezende

25 - Os Gonzagas

27 - Baixinho do Pandeiro

28 - Vandix

29 - Triângulo de ouro

30 - Boca de Cena / Filhos de Jackson

31 - Boca de Cena / Os Fulano