TCE-PB capacita quadros de Prefeituras e Câmaras

Contadores e advogados de Prefeituras e Câmaras Municipais superlotaram, na manhã desta quarta-feira (11), um após outro, dois ambientes do Tribunal de Contas do Estado, no primeiro da série de seis encontros destinados a capacitá-los ao uso de meios eletrônicos para entrega de balancetes mensais, contas anuais, licitações, contratos, obras, concursos e atos de gestão de pessoal.



 

Todos ouviram do presidente em exercício do TCE André Carlo Torres Pontes, por quem foram saudados, o propósito de estreitamento dos laços entre a Corte de Contas e os gestores paraibanos. “Este é um encontro em benefício da sociedade e do patrimônio público. É o resultado da preocupação, necessária e sublime, com a disseminação de conhecimentos e com o trabalho conjunto e comunitário”, disse ele.

Inicialmente acomodado no Plenário Ministro João Agripino Filho, a sala de sessões, o público teve que ser transferido para o espaço mais amplo do Auditório Celso Furtado, no Centro Cultural Ariano Suassuna, também pertencente ao TCE, depois de excedida a capacidade de acomodação do primeiro ambiente, onde o encontro foi aberto. O fato decorreu do inesperado número de inscrições presenciais, no que pese a prévia informação de que elas deveriam ser feitas via “Portal do Gestor”.

Até a próxima sexta-feira, quando se encerrará a primeira fase do programa de capacitação, servidores, advogados e contadores das Prefeituras e Câmaras de Vereadores, receberão treinamentos relacionados ao Portal do Gestor, ao Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres) e ao Sistema Eletrônico de Tramitação de Processos (Tramita).

Nesta quinta-feira (12), os assessores técnicos de prefeitos e presidentes de Câmaras de Vereadores serão orientados sobre os procedimentos relacionados a “Licitações e Obras”. Na sexta-feira (13), sobre “Concursos e Benefícios Previdenciários”.

Os temas serão repetidos, na segunda etapa desse treinamento, nos próximos dias 24, 26 e 27. As Prefeituras e Câmaras podem indicar, cada uma, o máximo de dois representantes por curso ministrado pela equipe da Assessoria Técnica (Astec) e que faz parte da programação da Escola de Contas Conselheiro Otacílio Silveira (Ecosil), órgão do TCE sob coordenação do conselheiro Marcos Antonio da Costa.