Temer ainda tem contas a acertar com governadores do Nordeste

Ficou para trás a última parte da reunião dos governadores do Nordeste. Uma parte deles, incluindo Ricardo Coutinho (PSB), tinha pronta uma carta endereçada ao Palácio do Planalto. Estorou a crise política em cima do presidente Michel Temer (PMDB) a encomenda ainda não pôde ser entregue.

Os governadores, na primeira oportunidade que tiverem, pedirão ao presidente da República o cumprimento de algumas pautas que interessam aos estados nordestinos. Na carta, um recado claro e mais uma complicação para Temer. Os governadores deixam um aviso claro que se não houver o cumprimento das promessas eles judiciarizalão todos os pedidos. Em bom português, vão ingressar com ações no Supremo Tribunal Fedeal (STF) contra a União.

No caso da Paraíba, o governador cobra a renegociação da dívida pública, com carência de quatro anos para o pagamento do principal. A Secretaria do Tesouro Nacional já constatou a capacidade de endividamento da Paraíba, mas não há a autorização para dois empréstimos.

Os governadores nordestinos, agora, esperam a chance chegar. Mas tá difícil encontrar uma trégua na crise, para eles chegarem perto de Temer e entregar a carta.