Terceira Câmara Cível aprecia mais de 4 mil processos

A produtividade da Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba alcançou um índice elevado conforme os números apresentados nesta terça-feira (27), durante sessão de julgamentos. De acordo com os dados divulgados pela assessoria do órgão fracionário, 4.028 processos foram julgados, nos nove primeiros meses do ano, em 28 sessões ordinárias e extraordinárias, o que corresponde a quase 150 recursos apreciados por sessão.

Ainda conforme o levantamento, no mês de setembro foram analisados 540 feitos físicos, sem computar as liminares apreciadas pelos três gabinetes.

Para o presidente do colegiado, desembargador Saulo Henriques de Sá e Benevides, o volume de trabalho na Corte estadual vem aumentando mês a mês, o que faz com que todos os membros efetivos e juízes convocados, das Câmaras e do Tribunal Pleno, trabalhem diuturnamente para agilizar os julgamentos dos recursos.

“Esses números representam o esforço do Tribunal para prestar à sociedade uma Justiça célere e eficaz, mostrando a efetividade da segunda instância na prestação jurisdicional”, ressaltou o desembargador Saulo Benevides.

Além desses processos, os desembargadores também relatam as ações distribuídas no Pleno e nas Seções Especializadas Cíveis, de competência originária do Tribunal de Justiça.

A Câmara é também formada pelos desembargadores José Aurélio da Cruz e Maria das Graças Morais Guedes. Nesse período também participaram dos julgamentos dos feitos os juízes convocados Ricardo Vital de Almeida, José Guedes Cavalcanti Neto e João Batista Barbosa.

As sessões da Terceira Câmara Cível acontecem sempre às terças e quintas-feiras, a partir das 9h, no Anexo Administrativo do Poder Judiciário estadual “Desembargador Archimedes Souto Maior”, Centro de João Pessoa.