TJPB concede habeas-corpus e Rodolpho Carlos deixa PB1

Acusado do atropelamento e morte do agente de trânsito Diogo Nascimento, quando furou uma blitz da Operação Lei Seca, o jovem empresário Rodolpho Carlos deixará o presídio PB1, em João Pessoa, nas próximas horas. A Câmara Criminal do TJPB concedeu habeas-corpus, impetrado pelo advogado Sheyner Asfora.

O atropelamento do agente de trânsito ocorreu no dia 21 de janeiro deste ano.  A prisão do acusado se deu por decisão do juiz do Tribunal do Júri, Marcos William, durante audiência de custódia.

A Câmara Criminal do TJPB também decidiu por aplicar algumas medidas cautelares contra Rodolpho, para puder conceder o habeas-corpus.