TJPB conquista ‘Selo de Ouro’ na Meta 2 do CNJ

Na abertura da sessão judiciária desta quarta-feira (2), do Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), o desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, presidente da Corte, fez um registro da conquista do Judiciário estadual do “Selo de Ouro” outorgado pelo Conselho Nacional de Justiça. Conforme dados informados pelo CNJ, o TJPB alcançou um índice de 102,65%.



A premiação do CNJ, na categoria do Selo Ouro, foi concedida a 23 tribunais entre estadual, trabalhista, eleitoral e militar. A meta é identificar e julgar até o dia 31 de dezembro de 2015, pelo menos 80% dos processos distribuídos até 31 de dezembro de 2011.



Superamos a Meta do CNJ que era apreciar mais de 80% e julgamos 102% dos processos, apenas até o mês de outubro, faltando ainda os dados referentes aos meses de novembro e dezembro deste ano”, destacou o desembargador Marcos.



Na ocasião, o presidente parabenizou também todos os desembargadores, juízes e servidores pela conquista da premiação. “Em gestões passadas tínhamos conquistado o Selo Bronze e agora, conquistamos, o Selo Ouro”, ressaltou o desembargador presidente.



Quanto à Meta 1 do CNJ, que é julgar mais processos do que os distribuídos durante o ano, Marcos Cavalcanti explicou que o TJPB, com um índice de 112,54%, ocupa hoje o 1º lugar no ranking nacional no cumprimento. “Isso nos deixa muito estimulados e fizemos um esforço grande com mutirões para o alcance desses números. E nas outras metas do CNJ estamos entre os mais produtivos do país”, acrescentou.



O desembargador Oswaldo Trigueiro do Valle Filho que, na oportunidade da entrega do 'Selo de Ouro', representou a Corte estadual juntamente com o corregedor geral de Justiça, desembargador Arnóbio Alves Teodósio, falou da satisfação e alegria de ver a Paraíba extremamente bem classificada perante os demais tribunais.



Nesse compromisso de melhorar a administração, os resultados e a eficiência dos serviços do Judiciário, a Paraíba está muito bem, e em destaque nos cumprimentos das metas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça”, afirmou o desembargador Oswaldo Filho.



Por fim, o desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos também parabenizou o presidente Marcos Cavalcanti, pela conquista no primeiro ano de sua administração, e aos demais membros da Corte, além dos juízes e servidores.