TJPB discute implantação de uma Central de Mandados Eletrônica

A implementação de uma Central de Mandados Eletrônica (Ceman-e), que vai atender inicialmente as Varas de Família da Capital, foi o principal tópico discutido na tarde desta terça-feira (19), ocasião em que a Diretoria de Tecnologia da Informação do Tribunal de Justiça da Paraíba apresentou ao presidente do TJPB, desembargador Marcos Cavalcanti, e ao diretor do Fórum Cível, juiz Inácio Jário, a proposta de funcionamento do sistema.

Segundo o juiz Inácio Jário, a ferramenta vai desafogar o trabalho do Oficial de Justiça no cumprimento dos mandados judiciais. “A implantação de uma Central Eletrônica vai facilitar o dia a dia do Oficial, bem como diminuir os gatos com papel físico, impressora e energia elétrica. Estamos em um mundo cada vez mais tecnológico e devemos nos aproveitar da tecnologia para viabilizar uma prestação de serviço mais célere e eficaz”, ressaltou.

O magistrado informou que, agora que o sistema foi apresentado e aprovado, a próxima etapa é preencher todos os dados necessários para a execução da ferramenta. “Após este trabalho, realizaremos o treinamento dos oficiais de justiça e dos servidores dos cartórios das Varas de Família”, explicou.

Por fim, Inácio Jário agradeceu ao trabalho desenvolvido pela Ditec e destacou o envolvimento dos servidores do Fórum Cível em fazer com que esse projeto seja concretizado.

Para o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Marcos Cavalcanti, a ferramenta dará celeridade ao processo de emissão e cumprimento de mandados. O desembargador também agradeceu ao empenho da Ditec e do juiz Inácio Jário em transformar este projeto em uma realidade.