Unipê inicia campanha “Doe frasco, doe vida”

O alimento mais adequado para o recém-nascido é o leite materno, pois atende às necessidades nutricionais essenciais para as crianças, no entanto, muitos bebês não têm acesso a este alimento precioso, e é aí que os bancos de leite humano se tornam estratégicos para redução da mortalidade infantil. Pensando nisso, alunos do oitavo período do curso de Enfermagem, em parceria com outros cursos da área de saúde do Unipê e o Hospital Cândida Vargas, promovem a Campanha “Doe frasco, doe vida”, para a arrecadação de potes de vidro para o armazenamento de leite humano nos bancos de leite do Estado. As doações podem ser feitas nas Clínicas-Escolas do Unipê, até o dia 30 de novembro.

Havendo estoque nos bancos, o leite vai alimentar os recém-nascidos prematuros e de baixo peso, os que estão internados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) neonatal, e ainda portadores de doenças infecciosas, com deficiência imunológica. Um dos principais elementos responsáveis por garantir a conservação do leite humano, fruto das doações, são os frascos. Devido ao processo de esterilização, os potes passam por constantes aquecimentos e resfriamentos, sofrem desgastes e devem ser substituídos por outros depois de algum tempo.

Os frascos precisam ter uma vedação perfeita e que não cause danos ao material, mas nem por isso eles são de difícil acesso, precisam apenas ser de vidro, com boca larga e tampa plástica rosqueável. Os tamanhos ideais são pequenos e médios, um exemplo são as embalagens de café solúvel.

Para doar, basta levar os potes até uma das Clínicas-Escolas do Unipê (Enfermagem, Odontologia, Psicologia, Fonoaudiologia e Fisioterapia), de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h30.