USF do Timbó e qualifica atendimento básico para cerca de 5 mil pessoas

Atendimento de qualidade, com estrutura e conforto. Esta é a nova realidade do serviço de saúde básico no Timbó, no bairro dos Bancários. Na manhã desta sexta-feira (16), o prefeito Luciano Cartaxo inaugurou a nova Unidade de Saúde da Família (USF) da comunidade, que vai atender cerca de 1.250 famílias, o que representa aproximadamente 5 mil pessoas. A obra, localizada na Rua Tenente Francisco de Assis Moreira, bairro dos Bancários, contou com investimento de quase R$ 700 mil.

“Com a entrega de novas unidades de saúde conseguimos ofertar mais conforto e melhores condições de trabalho para os profissionais de saúde para que isso seja repassado ao usuário na forma de um atendimento de muita qualidade”, destacou o prefeito Luciano Cartaxo. “Aqui os paciente vão encontrar toda a estrutura e podem cuidar de sua saúde de forma digna”, complementou.

A nova unidade, que possui uma área total de 358 m², contará com salas de nebulização, curativo, reunião, coleta, vacina, marcação, observação, apoio, farmácia, almoxarifado, higienização, consultórios odontológicos, copa, central de material de esterilização, depósito de material de limpeza, escovódromo, consultórios médicos, consultório de enfermagem, banheiros e recepção.

A USF Timbó I ainda terá uma Equipe de Saúde da Família (ESF), composta por 19 profissionais, entre médico, dentista, enfermeiro, técnicos de enfermagem, auxiliar de serviço bucal, Agentes Comunitários de Saúde, agente administrativo, videofonista, auxiliar de serviços gerais e profissional do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf).

De acordo com a secretária municipal da Saúde, Mônica Rocha, a obra vai ser decisiva para a população do Timbó, que era atendida em um espaço alugado. “Agora a comunidade vai poder contar com um espaço adequado, que foi planejado e construído para permitir o desenvolvimento das ações de atenção básica”, destacou.

Valorização - Para os moradores da comunidade, a construção da USF representa a valorização da comunidade. “A comunidade precisava disso e fica muito agradecida pela atenção que a Prefeitura está mostrando”, afirmou o aposentado Abel Alves da Costa.

O Padre Marcondes, da Paróquia Menino Jesus de Praga, concedeu a benção à nova Unidade. Ele destacou o olhar especial que deve ser mantido com a comunidade do Timbó para os direitos de sua população. “Esta unidade é para nós uma grande alegria, pelo fato de que, a população que será atendida é aquela que mais precisa”, declarou.

Serviços – Na unidade são desenvolvidas ações como acolhimento com escuta qualificada, classificação de risco, avaliação de necessidade de saúde, entre outras. A equipe da unidade promove a atenção integral, contínua e organizada da população, controlando a atenção à saúde na Unidade Básica de Saúde, no domicílio, em locais como salões comunitários, escolas, creches e praças, e outros espaços que comportem ações planejadas.

A USF ainda oferece ações individuais e coletivas, como consulta médica e de enfermagem para crianças; acompanhamento e desenvolvimento da criança, adolescentes, adultos e idosos, em áreas temáticas como hipertensão, diabetes, gestantes, tuberculose, hanseníase e tabagismo; planejamento familiar; e prevenção do câncer de colo de útero, mama, próstata e bucal.

Outros serviços disponíveis são atendimento odontológico, imunização, curativos, retiradas de ponto, nebulização, visitas domiciliares, ações de vigilância epidemiológica, bloqueios vacinais e investigações epidemiológicas, destacando a mobilização e a participação da comunidade, com objetivo de efetivar o controle social.

Ações – Dentre as ações desenvolvidas na unidade, estão o acolhimento com escuta qualificada; atendimento integral à demanda espontânea, organizada por grupos prioritários; atividades de educação em saúde e ações planejadas na unidade e no território.

Além das ações de promoção à saúde, a Unidade de Saúde da Família promovem a mobilização e a participação da comunidade, buscando efetivar o controle social; participação das atividades de educação permanente em saúde, além de desenvolver ações educativas que possam interferir no processo de saúde-doença da população, no desenvolvimento de autonomia, individual e coletiva, e na busca por qualidade de vida pelos usuários.