Vice recebe missão africana que veio conhecer combate à insegurança alimentar na PB

A vice-governadora Lígia Feliciano recebeu, na tarde desta quarta-feira (10) representantes dos governos do Mali e Madagascar. Eles estão na Paraíba para conhecer as políticas públicas de apoio à agricultura familiar e de combate à insegurança alimentar e nutricional executadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e por outros órgãos federais e estaduais, com o objetivo de aprimorar os programas sociais dos países africanos.

“A Paraíba fica orgulhosa de ter sido escolhida pelos países africanos, devido ao exemplo das nossas boas práticas nos programas de combate à fome. Eles estão conhecendo como trabalhamos em conjunto com várias secretarias, e como os nossos programas funcionam. Isso tudo é resultado de várias ações voltadas para melhorar a condição de vida dos paraibanos, e esperamos que nosso modelo possa ajudar outros povos também”, ressaltou a vice-governadora Lígia Feliciano.

Segundo a secretária adjunta de Segurança Alimentar do Mali, Diane Dikô, o modelo paraibano vai ajudar a moldar os programas à realidade do país africano. “Vamos tentar adequar os programas da melhor forma para a nossa realidade, além de conversar com os mais diferentes níveis de governo e de beneficiados para entender e tentar aplicar de forma semelhante no nosso país”, disse.

De acordo com o secretário geral do Ministério da Educação de Madagascar, Rolland Justet Robson, os representantes estão interessados em implementar no país um programa voltado para as escolas. “Viemos até a Paraíba para ver os programas atuando em campo, com isso teremos informações para que possamos levar para Madagascar um programa de alimentação escolar”, justificou.

Durante o encontro, foram mostradas as políticas públicas que garantem sustentabilidade no desenvolvimento da agricultura familiar e a experiência brasileira no fornecimento de alimentos da agricultura familiar para alimentação escolar. O superintendente regional da Conab na Paraíba, Gustavo Guimarães, apresentou as principais ações do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) – Compra com Doação Simultânea, que compra produtos da agricultura familiar e doa a instituições socioassistenciais, promovendo a segurança alimentar e nutricional e estimulando a geração de trabalho e renda com sustentabilidade.

“A Paraíba se destaca unindo as politicas públicas nos âmbitos municipal, estadual e federal, trabalhando juntos para construir algo efetivo para o cidadão. Esse modelo que estimula o desenvolvimento rural sustentável, seja através da Conab, seja através do Governo do Estado, promove a produção de alimentos, e por outro lado a doação, o fruto do que é colhido, é adquirido pelo governo e doado para entidades carentes e escolas”, explicou Gustavo Guimarães.

“Nós temos feito um trabalho de articulação dos órgãos do governo através da Câmara de Segurança Alimentar e Nutricional, no intuito de planejar e fortalecer principalmente as ações existentes para que possamos superar a extrema pobreza na Paraíba”, completou a secretária executiva de Segurança Alimentar e Economia Solidária do Estado, Ana Paula

O diretor do Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (FAO), Daniel Balaban, destacou a importância de compartilhar com outras nações as experiências exitosas. “Um país só é desenvolvido quando consegue alimentar seus próprios cidadãos. É para isso que compartilhamos nossas experiências com outros países, mostrando que eles podem construir suas próprias políticas de combate à fome e à pobreza.”

A missão dos governos de Madagascar e Mali permanece na Paraíba até a próxima sexta-feira (12), com uma agenda intensa que inclui visitas de campo a comunidades beneficiadas pelos programas da Conab. Na quinta-feira (11), os representantes africanos visitarão a Cooperativa de Produtores (Coaprodis), na cidade de Bananeiras. Na sexta-feira (12), a visita será ao Centro de Referência de Educação Infantil (Crei), à Cozinha Comunitária e ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do Timbó, em João Pessoa, que recebem os produtos adquiridos pela Conab por meio do PAA. Na oportunidade, também assistirão a uma apresentação sobre outras políticas públicas de apoio aos pequenos produtores executadas pela Companhia no estado, como o Programa de Vendas em Balcão e a Política de Garantia de Preços Mínimos para produtos da Sociobiodiversidade (PGPM- Bio).