Vídeo mostra momento da prisão de Fabrício Queiroz

Segundo o delegado da Polícia Civil de São Paulo, Nico Gonçalves,  foi uma prisão tranquila. Fabrício Queiroz, ex-assessor e ex-motorista do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), foi encontrado e preso em uma casa em Atibaia, no interior de São Paulo. Segundo a polícia, Queiroz estava em um imóvel de Frederick Wassef, advogado de Flávio Bolsonaro.

Ele será transferido até o final da manhã desta quinta-feira (18) para o Rio de Janeiro, após ter a prisão lavrada em São Paulo.  Também foi expedido um mandado de prisão contra a ex-mulher de Queiroz, Márcia Aguiar.

O ex-assessor de Flávio é investigado um suposto esquema de “rachadinha” na Assembleia Legislativa do Rio e por lavagem de dinheiro em transações imobiliárias com valores de compra e venda fraudados. Os mandados de busca e apreensão e de prisão contra Queiroz foram expedidos pela Justiça do Rio e a prisão foi feita na 'Operação Anjo' da Polícia Civil e do Ministério Público de São Paulo.

Em suas redes sociais, Flavio Bolsonaro disse que encara com tranquilidade "os acontecimentos de hoje". Ele disse que ä verde prevalecerá". Na sua opinião, "mais uma peça foi movimentada no tabuleiro para atacar Bolsonoro" (Jair, o pai e presidente da República). O senador arrematou afirmando que em 16 anos como deputado do Rio de Janeiro "nunca houve uma vírgula contra mim. Bastou o Presidente Bolsonaro se eleger para mudar tudo. O jogo é bruto!".