Vila Olímpica será inaugurada no sábado 



O governador Ricardo Coutinho inaugura no próximo sábado (28), às 10h, a Vila Olímpica Parahyba, um investimento de R$ 31 milhões. A solenidade vai abrir uma programação a ser realizada no sábado e no domingo (29) e que já tem confirmadas as presenças do maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima, medalhista olímpico em Atenas, em 2004; e da Seleção Brasileira de Nado Sincronizado, que fará uma apresentação. A entrega do complexo esportivo faz parte da agenda de inauguração de obras que fecha o ciclo dos 100 dias de gestão deste segundo mandato.

A reforma realizada possibilitará que o novo equipamento esportivo sedie competições importantes, como também treinamentos de seleções de modalidades aquáticas que estarão se preparando para as Olimpíadas de 2016, que vão acontecer no Rio de Janeiro. Isso porque o parque aquático passa a ser o mais completo da América do Sul, que também vai atender a um público de mais de 1.600 pessoas, fornecendo aulas em diversas modalidades esportivas, tais como: natação, polo aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado.

De acordo com a diretora superintendente da Suplan, Simone Guimarães, o complexo esportivo conta ainda com três ginásios para a prática de handebol, futebol de salão, basquete, ginástica olímpica e rítmica, judô e taekwondo. A capacidade de público nestes equipamentos varia de acordo com os eventos a serem realizados.

O ginásio 1 foi reformado e aplicado um piso sintético com capacidade de público para 712 expectadores; já o ginásio 2 atenderá a prática de ginástica olímpica, judô, Taekwondo e dança, com capacidade para 260 expectadores. Um ginásio aberto é destinado para prática dos mais diversos esportes com capacidade para 243 expectadores.  Também serão oferecidas atividades de  fisioterapia, hidromassagem, musculação e ginástica para pessoas da terceira idade, dança terapia, ginástica de academia, yoga, taekwondo, tênis de mesa, atendendo mais de cem pessoas.c

A pista de atletismo possui 400 metros, em piso sintético, recomendado pela IAAF – Associação Internacional de Federações de Atletismo, que certificou o equipamento para eventos regionais com uma classificação classe II, servindo também para a prática de outras modalidades, tais como: salto em altura, salto de vara, salto triplo, arremesso de disco, entre outros. Compõe também este setor uma arquibancada com capacidade para 1.611 expectadores, além de possuir vagas para pessoas com necessidades especiais (PNEs), vestiários, alojamento para atletas, sala de reunião, auditório, gabinete médico, cabine de imprensa, refeitório. Também há uma pista de cooper com 850 metros com iluminação noturna e o gramado no  padrão exigido pela FIFA.

Simone Guimarães destacou que Vila Olímpica ganhou um auditório com capacidade para 110 pessoas, além de três salas para imprensa, dando maior comodidade às transmissões desportivas.

De acordo com dados da Vila Olímpica, no final de 2012, antes de ser efetuada a reforma, o atendimento anual em matrículas somava um total de 4.000. Agora, o atendimento anual para a comunidade abrangerá uma faixa etária que inicia com as pessoas a partir de três anos de idade até a terceira idade, esperando-se mais de oito mil matriculas.

Em pleno funcionamento, a Vila Olímpica Paraíba fornecerá ao público, natação, natação infantil (inclusive bebês), natação master, hidroginástica, polo aquático, nado sincronizado, saltos ornamentais, handebol, handebol máster, atletismo, atletismo máster, futebol, futebol máster, handebol de areia, voleibol de areia, futebol de areia, karatê, taekwondo, judô, tênis de mesa, dança terapia, ginástica de academia, “além de fornecer projetos para a terceira idade, a caminhada “Viva Vila”, ou seja, haverá uma oferta de cerca de 30  modalidades”, revela Simone, acrescentando que “haverá um amplo alcance para atingir os interesses inerentes à população, sendo desta forma atendidas as condições para a prática dos mais diversos esportes, podendo atingir cerca de 8.000 mil usuários”.