Vital é recebido por Dom Aldo Pagotto

O candidato a Governador da Paraíba pela Coligação Renovação de Verdade, Vital do Rêgo (PMDB) foi recebido há poucos dias pelo Arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto. No encontro, Vital pôde explanar para Dom Aldo alguns dos pontos do seu Plano de Estado, que contém propostas de curto, médio e longo prazo, visando o desenvolvimento econômico e social da Paraíba.

Ele também colocou o seu programa de governo à disposição da igreja, para que faça sugestões e aponte ideias a serem inseridas. “Temos um Plano de Estado de acordo com as ideias que o senhor defende e o coloco à disposição da igreja para que faça sugestões e elenque ideias que possamos utilizar, em favor de uma Paraíba mais justa e igualitária”, defendeu.

Vital disse que, da mesma forma como tem se portado no Senado, governará a Paraíba, “pautado nas questões éticas e morais da nossa sociedade”. Ele discutiu com Dom Aldo questões preocupantes em áreas diversas, a exemplo da Educação, citando como exemplo o grande índice de jovens que, atualmente, estão fora das salas de aula no Estado.

“Hoje, 51% dos paraibanos tem ensino fundamental e 36% o ensino médio. Isso é preocupante. Por isso, Dom Aldo, estamos propondo uma nova escola do ensino fundamental e médio, que seja mais atrativa, com o ensino integrado, para que o estudante aprenda pela manhã e possa ter atividades esportivas, culturais, dentre outras, na parte da tarde”, afirmou Vital.

Ele também detalhou os cinco grandes projetos estruturantes contidos em seu Plano de Estado, que serão executados com apoio do Governo Federal: a duplicação da BR 230 de Campina Grande a Cajazeiras; a modernização do Porto de Cabedelo e construção do Porto de Águas Profundas (Porto Oceânico); o Ramal Paraíba da Ferrovia Transnordestina; a modernização do sistema aeroportuário, com implantação de três aeroportos para a Aviação Regional (Patos, Cajazeiras e Monteiro) e a recuperação de reservatórios e implantação de projetos de irrigação para a chegada das águas da transposição.

“Em 1950 o agronegócio contribuía com 55% do PIB da Paraíba. Hoje contribui com apenas 4,5%. Temos que investir no agronegócio e nas políticas públicas focadas nas regiões, aproveitando o potencial de cada uma delas”, defendeu Vital.

Ao final do encontro Dom Aldo pediu a Vital que sempre defenda, na campanha, a educação e uma cultura de paz no Estado. “São teses que a igreja tem e que propiciem à Paraíba um desenvolvimento. Peço, também, que o senhor defenda a família paraibana”, solicitou o Arcebispo, recebendo a garantia de Vital de que atuará sempre em favor da família e da ética na política.