BNB oferta crédito de até R$ 21 mil a microempreendedores de CG

Os vendedores artesãos e barraqueiros que trabalham nos festejos juninos de Campina Grande conhecerão as soluções de crédito do Crediamigo do Banco do Nordeste para investimentos fixos ou capital de giro, na retomada presencial do evento. A apresentação ocorrerá nesta quarta-feira, 4, às 14h30 no auditório da Associação Comercial de Campina Grande (ACCG), e faz parte de um desdobramento da assinatura do acordo de cooperação técnica feita com a Prefeitura Municipal.

Na oportunidades serão apresentadas as condições de acesso e as soluções digitais que o Crediamigo oferece, como assinatura digital, Pix e QR Code. O limite de recursos é de até R$ 21 mil por operação. O desembolso ocorre assim que os clientes do grupo solidário procedem com a assinatura digital. Os empreendedores que aderirem ao Programa receberão “crachás PIX”, com indicação do QR Code do cliente, tornando ainda mais prática a realização das vendas e garantindo a segurança das transações.

Com data prevista para ocorrer entre 10 de junho a 10 de julho, o São João de Campina Grande é um dos principais eventos do calendário nordestino e movimenta a economia regional com geração de empregos diretos e indiretos.

“A retomada do São João no calendário da cidade traz a oportunidade de geração de novos postos de trabalho, e os microempreendedores precisam planejar como aproveitar esse momento para aumentar as vendas. Por isso a importância de destacarmos o acesso ao crédito e as condições de pagamento”, ressalta a gerente do Crediamigo na Paraíba, Liliana Arruda.

Os clientes podem cadastrar a chave Pix nos aplicativos do Crediamigo e do Banco do Nordeste para movimentação financeira diária pré-cadastrada no valor de R$ 1 mil. Também de forma pré-estabelecida e como medida de segurança, o valor é reduzido para R$ 500,00 diários, nos horários das 20h às 6h.

Assinatura Digital

Próximo a completar o primeiro ano de implantação de assinatura digital, o Crediamigo já registra uso da ferramenta para acesso ao crédito em 64% dos contratos estabelecidos na Paraíba, no primeiro trimestre de 2022. Durante o ano anterior, esse recurso foi utilizado por apenas 31% dos clientes, um crescimento que reflete a adesão dos grupos solidários à comodidade da ferramenta, uma vez que evita o deslocamento para as agências para formalizar os contratos.