Aeroportos de JP e CG passam por reformas

Para assegurar o padrão de qualidade dos serviços prestados, a Aena Brasil dá início, essa semana, às obras de revitalização do Aeroporto Internacional de João Pessoa - Presidente Castro Pinto e às obras de revitalização do aeroporto João Suassuna, em Campina Grande. Os trabalhos, que incluem a renovação completa dos banheiros, além de melhorias no sistema de climatização, sinalização, pintura, iluminação e acessibilidade, entre outros itens, começam nesta terça-feira, 2, e vão até o dia 23 de maio. As obras emergenciais fazem parte do contrato da concessionária com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Inicialmente prevista para ser realizada em 2020, esta primeira etapa da melhoria do aeroporto foi adiada por causa da pandemia do novo coronavírus. Além do terminal de João Pessoa, outros cinco também serão reformados, todos administrados pela Aena Brasil. Apesar de a empresa estar trabalhando para que as obras não atrapalhem a experiência do passageiro no aeroporto, alguns serviços e estruturas terão de ser adaptadas até a conclusão do trabalho. Todos os terminais contam com sinalização e esquema de segurança operacional a fim de que não haja incidentes.

“O nosso objetivo mais imediato é resolver as questões relacionadas ao conforto dos passageiros. Vamos implantar um novo sistema de climatização, renovaremos os banheiros, são muitos pontos de melhorias. Sabemos que, neste período, alguns transtornos devem ocorrer, lamentamos e pedimos desculpas por isso. O resultado, porém, será o aumento da satisfação de todos que utilizam o terminal”, destaca Karla Ceravolo, diretora do Aeroporto Internacional de João Pessoa.

As revitalizações chegam para reafirmar o compromisso da concessionária com o bem-estar dos milhares de passageiros que passam diariamente pelos terminais de João Pessoa (PB), do Recife (PE), Maceió (AL), Aracaju (SE), Campina Grande (PB) e Juazeiro do Norte (CE). Um segundo bloco de melhorias, na área de operações, está sendo programado e deverá ser entregue até junho de 2023.

Desde o início da pandemia, a Aena Brasil teve de adaptar suas operações para adotar normas e protocolos sanitários necessários à segurança de todos que utilizam seus terminais. A empresa segue regras estabelecidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o combate à disseminação da covid-19. Em todos os terminais administrados pela companhia, tem sido feito o trabalho de conscientização por meio de avisos sonoros a respeito das medidas de proteção, além de contar com a atuação de seus colaboradores para ajudar nessas orientações. Somado a isso, há sinalização reforçada alertando sobre as formas de prevenção à doença.