ALPB aprova por 20 a 7 o “passaporte da vacina”

A Assembleia Legislativa aprovou, agora há pouco, o chamado "passaporte da vacina". O projeto de lei foi aprovado por 20 votos a 7.  Agora, o projeto será encaminhado para o governador João Azevêdo, que já antecipou sua intenção de  sanciona-lo.

Nesta terça-feira (6),  os deputados estaduais retornaram aos trabalhos presenciais de forma híbrida, após mais de um ano de atividades remotas devido à pandemia de Covid-19.  Foi a primeira vez que o plenário foi aberto a parlamentares, servidores e imprensa.

Foi uma sessão tumultuada, depois que o Cabo Gilberto (PSL) compareceu ao plenário sem ter recebido nenhuma dose das vacinas contra a Covid 19. Os deputados Hervázio Bezerra e João Gonçalves se retiraram do plenário, em protesto contra a presença de Cabo Gilberto, que só apresentou o resultado de um teste rápido contra Covid.

Os presentes só puderem ter acesso à Casa de Epitácio Pessoa com a apresentação do cartão de vacina que comprovasse as duas doses de imunizantes contra o novo coronavírus. O presidente da Assembleia, Adriano Galdino (PSB), presidiu a sessão de forma online, assim como Tião Gomes (Avante), Estela Bezerra (PSB), Branco Mendes (Podemos), Cláudio Régis (PP) e outros.

Já os deputados Walber Virgolino (Patriota), Camila Toscano (PSDB), Galego de Sousa (PP), Dra. Jane (PP), Wilson Filho (PTB), Anderson Monteiro (PSC) e Jutay Menezes (Republicanos), Eduardo Carneiro (PRTB) e Hervázio Bezerra (PSB) preferiram trabalhar de forma presencial.

Os deputados agora devem se concentrar na apreciação do projeto de Lei Orçamentária de 2022. A peça foi encaminhada pelo governador João Azevêdo (Cidadanida) e estima um orçamento superior a R$ 14 bilhões para o próximo ano.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias previa algo em torno de R$ 12 bilhões. O documento, na íntegra, tem 785 páginas. No ofício enviado ao Legislativo, o governador ratifica “o compromisso do Governo do Estado com a gestão fiscal responsável e reafirmando o pacto com o crescimento da Paraíba”.