Ativista dos LGBTQIA+ recebe Cidadania Pessoense

A dedicação e o ativismo voltados às causas sociais e LGBTQIA+ proporcionaram à geógrafa e gerente executiva de direitos sexuais e LGBTs do Estado da Paraíba, Roberta Rocha Schultz, o Título de Cidadã Pessoense. A honraria foi proposta pelo vereador Tibério Limeira (PSB) e concedida em sessão solene, presidida pelo parlamentar, na tarde desta segunda-feira (11), na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP).

“Num momento em que vivenciamos tanta repressão social, entregar esse Título a Roberta Schultz simboliza mais do que reconhecer o seu trabalho aqui na Paraíba, significa reafirmar a resistência dessa militante e gestora de políticas públicas voltadas para causas tão nobres, como as dedicadas às mulheres, ao combate ao racismo e em prol da população LGBTQIA+”, ressaltou Tibério Limeira.

O parlamentar ainda destacou as raízes da Boavistense que chegou à Paraíba em abril de 1976, além de ter relatado aspectos da trajetória profissional de Roberta Schultz. “Ela é uma mulher que sempre se identificou com a cultura paraibana, e que não nasceu em João Pessoa, por uma diferença de dois anos. Passou a infância em Jaguaribe, viu o desenvolvimento do bairro, e é do tipo que ama tanto o mar que, se fosse um animal, seria um golfinho, como sabem seus amigos. Também trabalhou em Campo Grande (MS) e lecionou em presídio. Aceitar assumir um cargo na Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana da Paraíba foi muito além de estar à frente de uma atividade laboral, foi assumir uma missão. Hoje, formalizamos sua união com João Pessoa”, afirmou Tibério Limeira.

Discurso da Homenageada

“Meu ofício é algo em que acredito, pelo qual milito e representa tudo o que sou. Lembro que foi bastante desafiador trabalhar com travestis e transexuais, encontramos muitas barreiras e uma população bastante marginalizada, além de discriminada”, revelou Roberta Schultz. A homenageada revelou que o Título foi um sonho que se concretizou, mexendo bastante com suas emoções. “É um presente que recebi, em uma cerimônia tão linda. Algo que legitima minha cidadania pessoense, que já existia, não só de sentimento, mas também de identificação com a Capital e com toda a Paraíba. Amo essa terra, desde pequena, e sempre me senti alguém daqui”, confirmou.

Trajetória reconhecida por amigos, colegas de trabalho e família

Para a titular da Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana da Paraíba, Gilberta Soares, Roberta Schultz é um exemplo de mulher, feminista e lésbica, voltada à luta contra a homofobia e o racismo. “Falar dela é também citar a construção de políticas LGBTQIA+ na Paraíba. Ela agrega a motivação, a paixão pela militância e a vontade de ir à luta, com a racionalidade e a precisão necessárias para gerir políticas públicas”, citou a secretária, lembrando que a homenageada é tão comprometida e sistemática, que preza tanto por se fazer compreendida e ser transparente, que também é conhecida por enviar e-mails longos e cheios de detalhes a respeito das atividades realizadas no trabalho.

Durante a cerimônia, também foi exibido um vídeo, no qual amigos, parentes, colegas de trabalho e da vida felicitaram a homenageada com depoimentos, relatos de situações compartilhadas e declarações de carinho.

Entre os que falaram na tribuna da CMJP, a representante do Grupo de Mulheres Lésbicas e Bissexuais Maria Quitéria, Cris Pereira, destacou que “Roberta Schultz é uma pessoense guerreira e atrevida, que vai atrás e consegue aquilo que quer”. Para o integrante da Pastoral dos Migrantes, Roberto Alves, a nova cidadã pessoense, de quem é amigo há 19 anos, tem uma característica marcante: “a capacidade de transmitir alegria a qualquer um, principalmente em momentos de tensão”.

“Tenho orgulho pelo reconhecimento ao trabalho de minha filha, algo que, muitas vezes, me deixa preocupada, por ela realizar atividades externas em movimentos e eventos que envolvem conflitos, em comunidades e presídios. Nós, familiares, a amamos muito e a admiramos por todos esses anos de esforço, dedicação e amor compartilhados com tantas pessoas”, comentou Sônia Maria Rocha Schultz, mãe de Roberta Schultz.

Além das participações do Coral Antônio Leite de Figueiredo, da CMJP, durante a cerimônia, a cantora Sandra Belê, companheira da homenageada, cantou ‘Tempo de Criança’, composição de Zé Marcolino. “Somos amigas desde 2013. Roberta é do tipo que gosta de clareza; que preza por entender e explicar tudo. É daquelas que leem manuais. Uma geminiana que, apesar de ser super cautelosa, já escalou uma montanha embaixo de chuva e enfrentando frio. É um ser com quem aprendemos todo dia algo novo em nossa convivência. Amo compartilhar a vida com ela, aprender e realizar coisas juntas”, atestou a artista.

Compromisso

Roberta Rocha Schultz concluiu bacharelado em Geografia na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em 2000, e finalizou a Licenciatura em Geografia na mesma instituição, em 2003. Hoje, é gerente executiva de direitos Sexuais e LGBTs, na Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, sendo responsável pela gestão das políticas públicas para a população LGTBQIA+ na Paraíba. Entre as ações em que atuou, destacam-se a conquista de ambulatório especializado para travestis e transexuais no Hospital Clementino Fraga; celas especiais para gays, travestis e transexuais em presídios da Paraíba; a campanha ‘Tire o Preconceito do Armário’; e participação em fóruns Brasil afora representando a Paraíba.