Banco Mundial encerra missão da Segurança Hídrica na Paraíba
30 de maio de 2023
Redação

O Governo do Estado e o Banco Mundial encerraram nesta terça-feira (30), mais uma missão do Projeto de Segurança Hídrica da Paraíba (PSHPB). A partir de análises e dos principais desafios discutidos durante uma semana, pelo Projeto da Missão de Revisão Meio Termo (RMT), foram elencados os novos encaminhamentos para elaboração de uma programação detalhada, que será implementada nos próximos quatro meses, objetivando viabilizar o cenário de execução do projeto até junho de 2026.
O secretário da Infraestrutura e dos Recursos Hídricos, Deusdete Queiroga, fez a abertura da reunião e agradeceu às equipes. Ele destacou a reunião da equipe do BM com o governador João Azevêdo, na sexta-feira (26), num reconhecimento da importância do projeto para o Estado. O secretário se comprometeu a cada vez mais se empenhar, visando melhorar o andamento do projeto, que a partir de agora deverá avançar com maior agilidade.
Para o gerente do Projeto no Banco Mundial, Alfonso Alvestegui, “a missão correu bem, com destaque para a reunião com o governador João Azevêdo, bem como as reuniões de avaliações dos diversos componentes do PSHPB, com a coordenação do projeto”. E ressaltou que acredita no empenho e na capacidade das equipes, para conseguir os resultados previstos e assegurar o acesso da população ao abastecimento de água.
O gerente agradeceu o apoio e engajamento do governador João Azevêdo, e das equipes da Seirh, por meio do secretário Deusdete Queiroga; do presidente da Cagepa, Marcus Vinícius; do presidente da Aesa, Porfírio Loureiro, e do secretário-chefe da Controladoria Geral do Estado (CGE), Letácio Guedes.
Estiveram presentes na reunião, a secretária executiva de Estado da Infraestrutura e dos Recursos Hídricos Virgiane Melo, que também é coordenadora do PSHPB; o presidente da Companhia de Agua e Esgoto da Paraíba (Cagepa), Marcus Vinícius; o presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), Porfírio Loureiro; além do gerente do Projeto no Banco Mundial, Alfonso Alvestegui, entre outros técnicos.
O contrato de empréstimo com o BM para execução do PSHPB foi assinado no dia 02 de dezembro de 2020 pelo governador João Azevêdo e a instituição financeira, no valor de aproximadamente R$ 825 milhões. Como contrapartida, a gestão estadual também investirá, com recursos próprios, o montante de R$ 400 milhões nesse projeto.
A ação vai beneficiar toda a população da Paraíba, especialmente as regiões do Cariri e Curimataú, que irão receber água de qualidade por meio do Sistema Adutor Transparaíba. Além disso, os investimentos irão permitir a reestruturação da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) e da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), bem como o reordenamento do esgoto de João Pessoa, ampliando a capacidade de tratamento da Cagepa na Capital.

Compartilhe: