Berg Lima tenta renunciar cargos de prefeito de Bayeux

O prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima, vai renunciar ao cargo. A informação foi confirmada pelo presidente Interino da Câmara Municipal, Inaldo Andrade (PL). Berg foi até à Câmara para entregar a renúncia, por volta das 17h10, mas a secretaria estava fechada. Inaldo informou que Berg ficou de protocolar a renúncia amanhã pela manhã.

Com a formalização da renúncia do atual prefeito, a Câmara Municipal deve realizar eleições indiretas para escolha do novo prefeito da cidade.  Isto é: os vereadores vão escolher o novo chefe do Executivo de Bayeux. Atualmente, a cidade é administrada pelo presidente da Câmara, Jefferson Kita (Cidadania).

Com essa estratégia, Berg Lima estaria tentando, numa só jogada, tirar Jefferson Kita do cargo de prefeito e colocar seus processos para tramitação em primeira instância, já que ele perderia o foro especial. Atualmente, o processo envolvendo o prefeito afastado tem como relator no Tribunal de Justiça o desembargador Ricardo Vital.  Com a renúncias, seus processos passariam a tramitar na Vara Criminal de Bayeux.

Com a renúncia, a juíza Conceição Marsicano, da Vara Criminal de Bayeux, passa a ser a responsável por julgar os crimes cometidos por Berg durante a sua passagem pela Prefeitura de Bayeux.