Binário da Praça da Independência é aberto

A circulação de veículos no Centro da Capital atende, desde a manhã desta segunda-feira (21), a um novo plano de trânsito. Com o Binário da Praça da Independência, formado principalmente pelas avenidas Monsenhor Walfredo Leal e D. Pedro I, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) pretende facilitar o acesso à região e garantir mais agilidade e fluidez no tráfego. Para isso, foram investidos mais de um milhão em pavimentação, iluminação e nova sinalização de trânsito.

“O binário vai ter um papel fundamental na reorganização do trânsito porque vai criar rotas alternativas à Lagoa, diminuindo o fluxo naquela área”, destacou o prefeito Luciano Cartaxo. “Além disso, vamos conseguir criar uma série de melhorias no tráfego, facilitando o acesso aos bairros vizinhos, eliminando trechos de conflito e, é claro, trazendo mais segurança para o trânsito”, complementou,

Para garantir uma adaptação tranquila ao novo traçado, a Superintendência Municipal de Mobilidade Urbana (Semmob) fez um trabalho educativo com motoristas e pedestres que circulam na região. Durante os primeiros dias de implantação do plano, mais de 60 agentes de mobilidade estarão espalhados pela região, orientando os condutores.

Como ficou – Com a formação do binário, a circulação nas duas avenidas passa a funcionar da seguinte forma:

Os veículos que seguem da Avenida Epitácio Pessoa em direção ao Centro, passando pela Rua João Bernardo de Albuquerque (em frente à Mortuária São João Batista), seguem pela Avenida Monsenhor Walfredo Leal e Odon Bezerra, que terão o seu sentido de circulação invertidos, em direção à Avenida Visconde de Pelotas, em mão única. “Com isso, será incentivado que apenas os veículos que tenham como destino final a Lagoa ou os estabelecimentos no seu entorno circulem no anel do Parque Solon de Lucena, melhorando o tráfego no local”, explicou o superintendente de Mobilidade Urbana, Roberto Pinto.

Já a Avenida D. Pedro I, que promovia a circulação no sentido Praça da Independência em direção ao Centro (em alguns trechos operando em mão dupla), vai seguir no sentido inverso, da Avenida Visconde de Pelotas até a Praça da Independência, em mão única. Assim, o canteiro central no cruzamento com a Avenida Maximiano de Figueiredo foi retirado, permitindo aos veículos trafegarem em frente pelas avenidas Marechal Deodoro da Fonseca e Manoel Deodato, que receberam pavimentação asfáltica até a Avenida Rui Barbosa (Torre).

Também permitindo uma nova rota, o final da Avenida Maximiano de Figueiredo foi reaberto, onde os veículos que trafegam no sentido João Machado/Epitácio Pessoa terão uma nova alternativa para acessar o Centro, Tambiá, Róger, 13 de maio e outros bairros, passando pelas proximidades do Hospital Santa Isabel.

Infraestrutura – Para possibilitar as mudanças no trânsito, a PMJP fez uma série de intervenções estruturais nas vias do Centro, como a abertura e adequação de canteiros. Além disso, as avenidas Marechal Deodoro da Fonseca, Manoel Deodato e Otacílio de Albuquerque (trecho) foram asfaltadas, somando 1,7 quilômetros. Já a Avenida Corálio Soares (trecho entre a Av. Getúlio Vargas e Av. Almirante Barroso) foi alargada.

A iluminação da região também está de cara nova, foram substituídos 222 pontos de energia nas avenidas Dom Pedro I, Monsenhor Walfredo Leal, Marechal Deodoro da Fonseca, Manoel Deodato, Maximiniano de Figueiredo. As vias ganharam lâmpadas de vapor metálico (brancas) de 400W, além de novos condutores, braços, reatores, acessórios e luminárias.

Sinalização – As avenidas que formam o binário e que passam por mudanças receberam ainda nova sinalização horizontal, vertical e semafórica. Outras diversas ruas que interligam essas vias também estão recebendo nova sinalização viária, garantindo a segurança para quem circula no trecho. Afora os vários semáforos que precisaram ser invertidos ou relocados, novos semáforos foram instalados em nove cruzamentos.