Cartaxo voltará ao PT, assim que Lula confirma-lo pré-candidato ao Governo

O ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, está à uma conversa com o ex-presidente Lula de anunciar seu retorno ao Partido dos Trabalhadores. O caminho já foi palmilhado e aplainado para a volta de Luciano, já como pré-candidato a governador no ano que vem. Ele recebeu para um café da manhã, ontem, um dirigente nacional do PT - Márcio Melo - e já tinha conversado com a presidente nacional da legenda, Gleisi Hoffman.

O próprio Luciano parece convencido de que essa é a melhor opção nesse momento da política paraibana, quando o PT foi reforçado com uma base de deputados estaduais, tem um federal à reeleição e trabalha para confirmar o nome do ex-governador Ricardo Coutinho como pré-candidato ao Senado Federal. Essa indicação de Ricardo ainda passa por muitas avaliações, especialmente por conta dos processos da Operação Calvário e eventuais condenações que possam ser confirmadas nos próximos meses e até no próximo ano.

O PT não fechou as portas para Luciano. Ao contrário, fará um esforço para receber-lo de volta. Além de Márcio Melo, foi provar do café da manhã oferecido pelo ex-prefeito da Capital, o vereador pessoense Marcos Henriques, que das trincheiras petistas fez oposição a Luciano na Câmara. Quando perguntado se toparia voltar ao PT e se juntar ao grupo do ex-governador Ricardo Coutinho, Cartaxo não titubeou. "Estou disposto a fazer esse diálogo. Tenho conversado com muita gente do PT, internamente. Estamos discutindo uma política de alianças para o Brasil e para a Paraíba", frisou.

A premissa para a volta é ele ter a certeza de que terá de Lula o compromisso de alça-lo à condição de pré-candidato ao governo da Paraíba em 2022. E ela só virá com uma conversa entre os dois, que ainda não tem data marcada, mas será antes que os boatos de que o PT não queria mais sua filiação alcancem um fundo de verdade.