CEF amplia para R$ 12 bi custeio agro antecipado

O presidente da CAIXA, Pedro Guimarães, anunciou em live a ampliação do Custeio Agro Antecipado para R$ 12 bilhões. Pedro Guimarães divulgou ainda a abertura de 21 novas unidades do banco dedicadas exclusivamente para o setor do agronegócio. O evento contou com a participação da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina.

As operações do Crédito Rural incluem linhas como o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural) e Demais Produtores. Disponíveis até junho de 2021, os recursos atendem a diversas finalidades, especialmente para financiar as despesas do ciclo de produção das principais culturas do país, como soja, milho, algodão, arroz, feijão, mandioca e café, bem como atividades pecuárias.

Pedro Guimarães, ressalta a parceria do banco com o homem do campo. “Com a criação de 21 unidades especializadas, a CAIXA está ampliando sua presença em cidades estratégicas para o agronegócio. A expansão em investimentos permitirá que mais trabalhadores rurais tenham acesso aos recursos, fomentando o agronegócio, a geração de empregos e favorecendo a economia brasileira”, comentou o presidente da CAIXA.

Lançamento do custeio antecipado:

A CAIXA foi o primeiro banco a lançar, já em dezembro de 2020, a antecipação do custeio da safra verão 2021/2022, já tendo sido financiado valor superior a R$ 200 milhões, possibilitando ao produtor de grãos um melhor planejamento financeiro para a aquisição dos insumos. Estão disponíveis recursos suficientes para atender a demanda dos produtores com processo mais ágil e taxas de juros aderentes ao mercado.

Investimento com recursos livres:

Por meio de recursos próprios, a CAIXA disponibiliza R$ 2 bilhões para o financiamento do investimento. Em um processo ágil, para atender às necessidades dos produtores, o prazo para pagamento é de até 15 anos, já incluída a carência, que é de até três anos.

Podem ser financiados para a ampliação e modernização da infraestrutura produtiva, a construção de armazéns, a aquisição de máquinas e equipamentos novos, animais, formação ou recuperação de pastagens, construção de cercas, currais e galpões, além de programas específicos para a implantação de sistemas de irrigação e armazenagem.

Pronaf:

A CAIXA lançou também, no início do ano agrícola 2020/2021, a linha de crédito de custeio Pronaf, destinada ao financiamento da aquisição de insumos e pagamento de serviços, cujo público-alvo são os agricultores familiares enquadrados no Pronaf. A taxa parte de 2,75% a.a. e varia de acordo com o empreendimento financiado.

Pronamp:

O Pronamp possui linhas de custeio e de investimento que permitem ao produtor rural financiar tanto despesas inerentes ao ciclo produtivo, quanto ações de implantação, ampliação ou modernização da infraestrutura de produção e a realização de serviços relacionados à melhoria da atividade agropecuária na propriedade, além de viabilizar a aquisição de bens ou serviços cuja utilização se estenda por vários períodos de produção. A taxa parte de 4% a.a. e varia de acordo com o empreendimento financiado.

CAIXA no Agronegócio:

Com oito anos de atuação no crédito rural, a CAIXA possui uma carteira em evolução, por meio da qual já foram financiados mais de 52 mil empreendimentos, superando R$ 44 bilhões liberados no mercado do agronegócio e beneficiando produtores rurais, cooperativas e agroindústrias.

Em 2020, entre janeiro e dezembro, o volume de recursos emprestados em operações de crédito rural cresceu 73%, em comparação ao ano de 2019. Entre julho e dezembro de 2020, houve um crescimento de 33% no volume de recursos emprestados em operações de crédito rural, se comparado com o mesmo período do ano agrícola 2019/2020.

Demonstrando a relevância do setor para a CAIXA, em janeiro foi concedido volume de recursos superior a R$ 400 milhões, o que representa mais de 350% comparado a janeiro de 2020.

Unidades exclusivas do Agro:

O banco abrirá 21 unidades especializadas no atendimento ao agronegócio. Cada uma delas contará com estrutura e equipe dedicadas ao atendimento exclusivo dos produtores rurais.

Os municípios que receberão as unidades especializadas no agronegócio foram definidos considerando a estratégia de atuação do banco para o setor e o potencial para o mercado nas regiões. As novas unidades fomentarão o atendimento aos produtores rurais, que terão à disposição as melhores soluções de crédito.

Os produtores rurais contam também com o atendimento de uma rede de gerentes exclusivos do agronegócio, que atuam em todas as regiões, prontos para oferecer as melhores soluções de crédito. O cliente poderá obter mais informações no site www.caixa.gov.br ou nas agências da CAIXA.

Carreta Agro CAIXA

Mais uma ação para aproximar o banco do setor, a Carreta Agro CAIXA é um evento itinerante de atendimento especializado ao agronegócio em que são visitadas cidades estratégicas, ou eventos e feiras, para realizar reuniões técnicas, atendimento a clientes e assinatura de contratos.

No quarto trimestre de 2020, a Carreta Agro CAIXA visitou sete cidades:



  • Petrolina (PE)


  • Barreiras (BA)


  • Buritis, Paracatu e Uberlândia (MG)


  • Itumbiara e Rio Verde (GO)




 

Para 2021, a Carreta Agro CAIXA já tem programação para mais de 20 cidades de 13 estados diferentes:

 



  • Chapecó e Campos Novos (SC)


  • Cascavel, Toledo e Campo Mourão (PR)


  • Passo Fundo, Ijuí e Rosário do Sul (RS)


  • Assis (SP)


  • Dourados (MS)


  • Catalão (GO)


  • Patos de Minas (MG)


  • Gurupi (TO)


  • Bom Jesus da Lapa e Ribeira do Pombal (BA)


  • Arapiraca (AL)


  • Itabaina (SE)


  • Bom Jesus (PI)


  • Imperatriz e Santa Inês (MA)


  • Parauapebas, Marabá, Tucuruí e Santarém (PA)