Cidade Empreendedora difunde atuação e resultados na Marcha dos Prefeitos

Com expectativa de atingir um número cada vez maior de cidades participantes, o programa Cidade Empreendedora, iniciativa do Sebrae voltada para promover o desenvolvimento econômico local nos municípios, integra a programação da instituição na Marcha dos Prefeitos, evento que reúne milhares de lideranças municipais, em Brasília (DF), entre os dias 25 e 28 de abril. Prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, secretários e demais participantes da Marcha terão a oportunidade de conhecer mais sobre o Cidade Empreendedora, ao visitarem o espaço do Sebrae na Marcha.

O programa, executado em todas as unidades da federação do país, é focado em melhorar o ambiente de negócios das cidades, usando metodologias avançadas de inovação, desburocratização, aumento da competitividade entre outros pilares. Até março de 2022, o Cidade Empreendedora havia chegado em 1.349 municípios, alcançando um percentual de 24% de todo Brasil.



São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais e Paraná são os estados com mais adesões ao programa, com 454, 218 e 118 municípios participantes, respectivamente. Até o fim do ano, o objetivo é chegar a 1.500 cidades. Em estados como São Paulo, Roraima, Rondônia e Espírito Santo o programa já atendeu mais de 70% dos municípios. Roraima e Rondônia são destaques na atuação com quase 100% de adesão.

O analista de desenvolvimento territorial do Sebrae e gestor do Cidade Empreendedora, Maurício Tedeschi, destaca o perfil de pluralidade do programa como um dos seus maiores diferenciais. “Temos dez eixos de atuação: desburocratização, compras governamentais, sala do empreendedor, marketing territorial, inovação e sustentabilidade, crédito e cooperativismo, gestão municipal, lideranças locais, empreendedorismo nas escolas e inclusão produtiva. Explorando o potencial das cidades com todos esses eixos, conseguimos resultados incríveis de desenvolvimento como geração de emprego e renda, aumento no número de empresas abertas, melhoria no posicionamento estratégico das cidades em níveis regional e nacional”, comenta.

São cidades como Lagoa do Barro no Piauí, que é integrante do Cidade Empreendedora e possui um dos maiores parques eólicos do país; ou Pinhauzinho, em Santa Catarina, que após um intenso processo de desburocratização conseguiu integrar o ranking nacional de dispensas e alvarás com mais de mil atividades econômicas simplificadas em 2021, entre outros. Para Tedeschi, a abrangência do programa é fundamental para abarcar cada vez mais cidades participantes.  “Estaremos na Marcha dos Prefeitos prestando todo atendimento aos líderes municipais, mostrando como o programa funciona, quais são as oportunidades e o impacto nos municípios. O objetivo é receber e contribuir com o desenvolvimento das nossas Cidades Empreendedoras por todo país”, afirma.