Cooperativismo é debatido em sessão especial da CMJP
29 de agosto de 2023
Redação

O cooperativismo na cidade de João Pessoa foi tema de sessão especial realizada na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) na tarde desta segunda-feira (28). A sessão reuniu representantes de diversas cooperativas da Paraíba e foi proposta pelo vereador Marmuthe Cavalcanti (Republicanos).

Para o vereador, a sessão foi de suma importância para reunir os diversos atores que estão à frente do cooperativismo, a fim de discutir ações, serviços e iniciativas que possam aumentar as potencialidades do segmento, assim como seu fortalecimento. “Nosso mandato sempre se pautou em defender esse importante segmento, não à toa criamos a Frente Parlamentar em defesa do Cooperativismo e viemos pautando diversos projetos de interesse, buscando cada vez mais o fortalecimento do segmento na cidade de João Pessoa”, afirmou.

Entre os projetos sobre a temática aprovados na CMJP de autoria do parlamentar, estão a lei 13.241/2016 instituindo o Dia Municipal do Cooperativismo, comemorado no último dia 02 de agosto, colocando em pauta a cada ano atitudes colaborativas e com responsabilidade social, contribuindo para um mundo mais justo e igualitário.

André Pacelli, presidente da OCB – PB (Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras do estado da Paraíba), disse que a Câmara Municipal tem um importante papel de estar próximo à sociedade, e acrescentou que sessões como a da tarde desta segunda só contribuem para isso. “Vivemos um momento importante do cooperativismo brasileiro, chegando a quase 20 milhões de brasileiros, segundo o último anuário. São mais de seis mil cooperativas no Brasil, envolvendo mais de 500 mil empregados. Na Paraíba são mais de 90 cooperativas, com mais de 80 mil associados e quase cinco mil empregos gerados, com uma importância econômica bastante relevante. Em João Pessoa não é diferente, pois temos cooperativas de vários segmentos, como na área da saúde, transporte, de crédito, agricultura, entre outros”, acrescentou.

Para o presidente da OCB-PB, o cooperativismo desenvolve a economia local, os pequenos negócios, uma vez que ele está próximo ao cidadão. “Quando desenvolvemos o cooperativismo, estamos também desenvolvendo a economia local e o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), além de promover um maior PIB (Produto Interno Bruto) daquela região, com os recursos ficando naquela comunidade e isso é extremamente importante”, pontuou.

O deputado estadual Eduardo Carneiro (Solidariedade) falou que o cooperativismo tem hoje uma abrangência muito grande, seja na agricultura, na agropecuária, no setor de transporte, no setor financeiro que movimentam a economia, gerando emprego, renda e oportunidade aos paraibanos. “Estamos unindo forças, através da Assembleia Legislativa e Câmara Municipal para fortalecer cada vez mais esse movimento, para defender as pautas que vem do cooperativismo, essa é nossa missão na Assembleia. Já apresentamos diversas proposituras, logo após a criação da Frente Parlamentar do Empreendedorismo, a exemplo da criação do Conselho Estadual do Cooperativismo, além do projeto para fomentar parcerias entre cooperativas e escolas públicas, favorecendo o diálogo com as secretarias estaduais, entre outros”, destacou.

Por sua vez, Hermes Moreno, presidente da Coopecredi, explicou que o cooperativismo é uma forma de administrar, as riquezas e saber apresentá-las de forma mais competitiva. “O cooperativismo administra, produz e sabe dividir tudo isso”, defendeu.

Já Dante Tomé, representante da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedest) de João Pessoa, concluiu dizendo que a Prefeitura de João Pessoa vem desenvolvendo diversas ações para fortalecimento do cooperativismo, a exemplo do programa ‘Eu Posso’. “É um programa de microcrédito através de taxas extremamente baixas, para fomentar a economia. Buscamos estreitar as relações, a fim de desenvolver projetos cada vez mais assertivos e que possam realmente atender as cooperativas e a toda população de João Pessoa”, finalizou.

Compartilhe: