Couto quer prioridade nas políticas públicas para as mulheres

O deputado federal Luiz Couto (PT-PB) defendeu que as políticas públicas para as mulheres tenham atenção especial dos governantes, particularmente no pós-denúncia, “que é o momento de maior vulnerabilidade”.

“Imaginem as ameaças e agressões físicas e psicológicas disseminadas num ambiente onde não existe confiança e respeito? Quantas vezes mais veremos mulheres serem mortas em casa, nas portas de suas residências, por agressores e opressores que defendem uma cultura machista e violenta?”, indagou o parlamentar, da tribuna da Câmara dos Deputados.

Couto disse acreditar que propostas como a que institui as Casas da Mulher, por exemplo, “alimentam nossas expectativas na transformação desta vergonhosa faceta da cultura brasileira”.

“Devemos trabalhar arduamente no sentido de combater o machismo, o preconceito, a discriminação, o desrespeito e a violência contra a mulher”, complementou.

Luiz Couto aproveitou para enviar sentimentos aos familiares das vítimas, mãe e filha, assassinadas na porta de casa, no início deste mês, no Alto do Mateus, em João Pessoa.

“É esse cotidiano de barbaridade contra o ser humano, de violência contra a mulher que combatemos nesta Casa”, enfatizou.