Deputados debatem sobre saúde e ações sobre a seca

A sessão ordinária da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), nesta terça-feira (2), ficou marcada por debates sobre saúde, respeito às pessoas com deficiência, melhoria no abastecimento hídrico do Estado e homenagem a ex-combatentes da Segunda Guerra Mundial.

A deputada Olenka Maranhão (PMDB) fez um registro sobre o Dia Mundial de Combate a Aids, comemorado nesta segunda-feira, dia 1º de dezembro. Segundo ela, existe uma atenção maior com a juventude, na faixa etária entre 20 e 30 anos, que por falta de educação preventiva respondem pelo maior índice de contaminação da doença.

“Existem estudos científicos e experimentos que já demonstram eficácia sobre o controle da Aids, mas que não podem substituir o uso de preservativos nas relações sexuais”, afirmou.

Toinho do Sopão (PEN) destacou o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, que será lembrado nesta quarta-feira (3). “Será um dia de conscientização e comprometimento para que ações consigam modificar as circunstâncias de vida dos deficientes em todo o Estado, que ainda precisam de um tratamento diferenciado para viver com dignidade”, disse.

Seca - O deputado Carlos Batinga (PSC) relembrou o trabalho da Assembleia Legislativa da Paraíba no desenvolvimento de ações e campanhas para o combate a seca. Ele destacou as discussões sobre o Plano Nacional de Segurança Hídrica, que ocorre nesta terça-feira, em João Pessoa, com a participação do ministro da Integração Nacional, Francisco José Coelho Teixeira.

“No nosso Estado foram chamados os órgãos estaduais, o Ministério Público da Paraíba e Federal e nós [os deputados] sequer fomos comunicados ou convidados. Lamento muito, pois, este é um tema recorrente nessa Casa, debatido muitas vezes nessa tribuna, alvo de campanhas e de caravanas para acompanhar o drama dos nossos irmãos sertanejos”, disse.

Ex-combatentes - O deputado Carlos Dunga (PTB) destacou a inauguração do Monumento da II Guerra Mundial, em homenagem aos pracinhas e ex-combatentes do município de Santa Luzia, que participaram da Força Expedicionária Brasileira. Segundo o parlamentar, a cidade foi proporcionalmente no país a que mais enviou soldados para as batalhas.

“A cidade de Santa Luzia colaborou com 31 pracinhas na Segunda Guerra Mundial. Heróis brasileiros, paraibanos e santaluzienses. Faço esse registro com a imensa alegria, por ter conhecido vários desses pracinhas. Entre eles, o ex-deputado Inácio Bento de Morais, que esteve na tomada de Monte Castelo [batalha contra o exército alemão no Norte da Itália]”, frisou.