Drones deixam mais eficientes operações policiais



O Policiais do Reino Unido estão enfrentando um desafio crescente quando se trata de encontrar maneiras mais eficientes de combater o crime, já que a quantidade do efetivo de policiais foi reduzida em 14% nos últimos sete anos. Além disso, departamentos policiais trabalham de maneira diferente ao redor do país – por exemplo, em grandes centros urbanos, como Londres, bases policiais estão espalhadas por diversos pontos para garantir que policiais cheguem a tempo na cena do crime, enquanto em áreas rurais os recursos policiais são mais escassos. Atualmente, este é o cenário enfrentado pela polícia de Devon & Cornwall e também de Dorset (coletivamente o maior departamento policial geográfico na Inglaterra e no País de Gales).

Drones em operações policiais

Os oficiais dos condados enfrentam vários tipos de incidentes, desde oferecer suporte a indivíduos vulneráveis à luta contra o crime organizado. Frequentemente enfrentam situações envolvendo pessoas que podem oferecer riscos a si mesmos e a outros, tendo como objetivo final minimizar os riscos a todas as partes envolvidas e concluir o incidente da maneira mais segura possível.

Os condados de D&C e Dorset estão entre as pioneiras a descobrir os benefícios das operações com drones, sendo usados em operaçãos padrão desde 2017. Os dois departamentos formaram uma aliança em 2016, concedendo suporte mútuo quando se trata de equipamentos, inteligência e pilotos. “Implantar operações com drones demonstrou ser uma maneira efetiva de coletar informações e inteligência sobre o incidente com o qual a equipe está lidando”, afirma James Rees, sargento que lidera a Alliance Drone Team (Equipe da Aliança de Drones, em tradução livre). A implementação de drones em operações policiais requer um policial especializado e com treinamento.



Mantendo uma distância de segurança

É importante manter a cena do crime restrita. Coletar dados de inteligência sobre a localidade e os movimentos do suspeito é crucial para minimizar riscos ao público e ao alvo, além de maximizar a segurança dos policiais. Imagens aéreas de drones como o Mavic 2 Enterprise podem auxiliar na identificação da localização do suspeito, avaliando o nível de risco quando a cena do crime requer acompanhamento à distância por motivos de segurança ou questões táticas. Durante uma operação, há várias informações cruciais que podem ser reunidas com o auxílio de imagens aéreas e dados de drones. Por exemplo, identificar a presença de civis em uma determinada área, a localização exata de um alvo e confirmar caso esteja armado ou até mesmo identificar possíveis rotas de fuga ou veículos próximos. O sargento James Rees também ressalta que estas informações melhoram a eficácia de planos táticos e do envio de frotas.




Mavic 2 Enterprise em ação

Ao chegar na cena da ocorrência, oficiais necessitam que o drone entre em ação imediatamente para auxiliar na operação. O Mavic 2 Enterprise atende a todas as demandas: com design dobrável e supercompacto, está pronto para a ação em poucos minutos. Além disso, seu peso total não passa de 1 kg, incluindo os acessórios modulares.






Com o intuito proteger o público, policiais frequentemente isolam a área ao redor do incidente em questão. O isolamento visual é apenas o primeiro passo e, com isso, o novo Mavic 2 Enterprise entra em cena para auxiliar policiais. Equipado com um conjunto de hélices com redução de ruídos e uma câmera com zoom dinâmico, a implementação de drones é ágil e discreta, permitindo aos policiais capturar imagens detalhadas do caso sem voar perto demais. “Saber se o alvo possui acesso direto a uma arma faz toda a diferença na tomada de decisões operacional”, reitera Rees.Às vezes, o drone precisa operar próximo a prédios e à vegetação. Como o piloto deve focar na rota de voo para coletar dados aéreos, o sistema de detecção de obstáculos omnidirecional do Mavic 2 Enterprise concede suporte ao evitar colisões e ao manter uma distância segura de edifícios, árvores e outros objetos ao redor.



O sistema de detecção de obstáculos omnidirecional evita colisões com objetos próximos




A gravação obtida pelo drone pode ser requisitada por motivos legais após a conclusão da operação. A marca temporal do GPS é um novo recurso que suporta análises pós-incidente. As marcas são integradas tanto em fotos quanto em vídeos, concedendo informações sobre a localização e o horário preciso, ajudando oficiais a recuperar detalhes do incidente. Já que estes dados são impossíveis de serem alterados, a polícia é capaz de provar que os dados não sofreram alteração de forma alguma.Caminhando lado a lado a esta medida de segurança vem a nova função de proteção de senha do Mavic 2 Enterprise. A segurança de dados é uma questão vital para o trabalho policial e a necessidade de inserir uma senha para decolar ou acessar o armazenamento interno de 24 GB a bordo do drone garante que os dados permaneçam seguros mesmo que o drone caia nas mãos erradas.

Acessórios recém-lançados

De acordo com Ricky Fidler (colega de Rees e piloto chefe da polícia de Dorset) e Tom Shainberg (piloto chefe da polícia de Devon & Cornwall), ambos do Departamento de Operações do Alliance Drone Team, os novos acessórios modulares do Mavic 2 Enterprise são os recursos mais inovadores do mercado.

O isolamento de incidentes normalmente acontece em condições com pouca iluminação, dependendo do horário do dia, do tempo e da infraestrutura. O drone pode ser equipado com um holofote de alta luminosidade, auxiliando a operação por parte de policias em cenários com pouca luz. Os benefícios falam por si só, já que antes operações eram ameaçadas ou interrompidas devido aos riscos de natureza incerta do ambiente.

O alto-falante removível é um novo acessório que auxilia na comunicação entre oficiais de maneira mais efetiva na cena, permitindo que se comuniquem com os alvos em uma variedade de incidentes policiais de forma inédita. Em situações de isolamento, o alto-falante pode ser usado para comunicar-se diretamente com o alvo e negociar sua rendição. Em outros cenários, o alto-falante é uma peça fundamental de comunicação ao tranquilizar pessoas machucadas em operações de busca e resgate ou supervisionar multidões em shows ou eventos de grande porte.



Os acessórios modulares alteram a maneira como policiais trabalham com drones




O futuro do uso de drones para policiais do Reino Unido

“Nas delegacias de polícia de Devon & Cornwall e Dorset, podemos perceber que o uso e a implementação de drones nas tarefas diárias tem ido de vento em popa”, afirma Rees. “Eles criam oportunidade para que reavaliemos a maneira como abordamos cada incidente, evidenciando maior efetividade e menores riscos ao usar drones. Nós da Alliance Drone Team (Equipe da Aliança de Drones, em tradução livre) estamos confiantes e otimistas de que o conjunto de recursos do novo Mavic 2 Enterprise auxiliará grandemente uma vasta gama de operações policiais.”Confira o vídeo da ação do Mavic 2 Enterprise aqui.