Famup prevê aumento da crise finaneira nos municípios
27 de outubro de 2023
Redação

A previsão do segundo repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de outubro, que entra nas contas das administrações municipais na sexta-feira (20), é de um leve crescimento em relação aos anteriores. Apesar disso, a Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) destaca que os prefeitos e prefeitas ainda terão que complementar o pagamento do duodécimo das câmaras municipais com recursos dos cofres públicos.

“Os municípios passam por um momento de grande dificuldade financeira. Mesmo com um leve acréscimo no próximo repasse do FPM, as administrações municipais terão grande dificuldade em cumprir com sua obrigação constitucional, o repasse do duodécimo para as câmaras municipais. Os gestores municipais continuam preocupados com a perspectiva real de queda da transferência do FPM que é a principal receita para grande parte dos municípios”, destacou George Coelho, presidente da Famup.

A distribuição dos repasses regulares do FPM apresentou queda de 7,7% no segundo semestre desse ano, o que equivale a R$ 3,2 bilhões. Os determinantes para as reduções continuam a ser a queda do lucro das grandes empresas, em especial as ligadas ao setor de commodities, que derrubou o Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) em 24,7% e o aumento das restituições do IR no período.

Compartilhe: