Geo Covid projeta 90.5 mil casos na PB em 34 dias

Uma projeção aritmética feita por uma plataforma usada pelo governo do Rio Grande do Sul mostra que o estado da Paraíba vai atingir o pico de casos de coronavírus em 34 dias, sem supressão de fluxo, alcançando 90.505 ativos. Com a supressão de fluxo, ou seja, com continuidade de isolamento social, esse pico seria atingindo em 45 dias, 35.575 casos ativos.

Essa é uma projeção aritmética, com base em dados oficiais, feita pelo monitor Geo Covid 19. São modelos estatísticos utilizados no Mundo todo em epidemias e pandemias.




Nessa projeção, as duas curvas se cruzariam em 58 dias. Sem supressão de fluxo, teria 32.066. Com a supressão, na mesma data, 31.442 casos ativos. De qualquer forma amostra uma queda nos registros de casos. A partir desse ponto, as curvas passam a ser descendentes e o achatamento total ocorre com 200 dias. Ou seja, após 17 meses a Paraíba teria 34 (mesmo número de casos ativos do dia 16 de março deste ano), sem supressão de fluxo. Curiosamente, com a supressão, nesse mesmo período ainda registraríamos 58 casos ativos (número idêntico ao alcançado no dia 17 de março).




É matemática pura. Tudo isso pode ser modificado para bem ou para o mal. Começa pelas atitudes pessoais, como manter a rotina de higienização apreendida durante mais de 100 dias de distanciamento social, a rede de saúde do Estado testar em massa e cuidar preventivamente dos contaminados e a descoberta de uma vacina que chegue para atender os paraibanos seja confirmada nesse prazo de 200 dias.




Outro modelo de projeção aplicado por esse monitor é o chamado ‘proj-actvs’. Por ele, o pico dos casos ativos de coronavírus na Paraíba também ocorreria em 34 dias, sem medidas de isolamento, mas com 90.505 notificações. E, com as restrições, o pico ocorreria em 44 dias, com 35.570 casos ativos.




Nesse modelo, as duas curvas se cruzam com 59 dias. Com a supressão de fluxo, seriam 30.868 casos ativos na Paraíba. Também de forma curiosa, sem a supressão de fluxo, neste mesmo período 29.824.




Em comparação com o modelo de projeção aritmética, teríamos apenas a diferença de um dia para atingirmos o pico da Covid 19. Mas em relação aos casos, teríamos menos 574 pelo modelo ‘pro-actv’ do que na projeção aritmética, com as medidas de isolamento em vigor. E teríamos 2.242 casos a menos do que está sendo projetado aritmeticamente.