Gervásio não destina emendas à gestão Azevêdo

Está no radar do Palácio da Redenção a constatação que o vice-líder do PSB na Câmara, deputado federal Gervásio Maia (PSB-PB), não contemplou o Governo do Estado com uma só de suas emendas parlamentares de bancada. Todas as emendas de Gervásio foram para setores importantes, com eixos centrados na Saúde e Agricultura, mas passaram longe dos pedidos de reforço no montante para obras estruturantes da gestão João Azevêdo. Dos 12 deputados federais, número que inclui os da oposição e situação, Gervásio foi o único que não destinou emendas para demandas da gestão estadual.

Segundo sua assessoria, o deputado federal destinou R$ 14.250.000,00 em emendas parlamentares de bancada para a saúde da Paraíba. De acordo com Gervásio, os investimentos, inicialmente alocados no ministério da Saúde, serão destinados para atender hospitais filantrópicos de João Pessoa, Santa Rita, Campina Grande e Uiraúna.

Na região metropolitana, serão contemplados o Hospital Napoleão Laureano, referência no tratamento do câncer, o Hospital Padre Zé e o Hospital Flávio Ribeiro Coutinho, em Santa Rita. Já em Campina Grande, os recursos irão para o Hospital da FAP, referência em oncologia e na cidade de Uiraúna, o Hospital Menino Jesus.

De acordo com Gervásio, estas entidades filantrópicas cumprem um papel fundamental no apoio à rede pública de saúde. “São hospitais reconhecidos pelos importantes serviços prestados à população e que passam por dificuldades financeiras no tocante ao custeio.  Recebemos os diretores destas unidades que relataram suas aflições para manter o funcionamento, o deslocamentos dos pacientes. Visitamos as dependências de algumas delas e vimos de perto o trabalho sério que fazem, sobretudo para os mais carentes. As emendas parlamentares irão ajudar tanto no custeio quanto na aquisição de ambulâncias e veículos para dar um melhor suporte as unidades, aos profissionais e, principalmente, mais qualidade de vida aos pacientes que se utilizam do atendimento público de saúde", explicou.

O parlamentar ressaltou ainda que, com as aprovações da reforma Trabalhista e da  Previdência, investir em saúde pública se torna cada vez mais prioridade. "O caos que estamos vendo no Chile começou com a aprovação da reforma da Previdência, com a precarização do trabalho e da saúde. Hoje, as pessoas estão nas ruas lutando pelos seus filhos e netos. Aqui no Brasil, sobretudo na Paraíba, os que têm plano de saúde ou tratam suas enfermidades no Sírio Libanês ou no Einstein, em São Paulo, esquecem das Marias e Josés que peregrinam do sertão à capital para tratamento de câncer no Laureano, no hospital da FAP ou no Padre Zé. Com a aprovação da reforma da Previdência aqui essa preocupação se torna ainda maior, uma vez que muitos terão dificuldades para se aposentar e custear serviços de saúde", ressaltou Gervásio.

Hospitais beneficiados

Na capital e Agreste, os hospitais beneficiados serão o Hospital Napoleão Laureano, que, de acordo com a direção, vem passando por várias dificuldades financeiras; Hospital Padre Zé, que atende diariamente a população mais carente. Desde indigentes, idosos e doentes em estágio terminal. Em Santa, o Hospital Flávio Ribeiro Coutinho. Em Campina Grande, a unidade beneficiada será hospital da FAP, que recebe pacientes com câncer de dezenas de cidades paraibanas. No Sertão, a unidade de Saúde beneficiada será o Hospital Menino Jesus, em Uiraúna. Ainda na Região do Sertão, o deputado destinou recursos para o Hospital Universitário Júlio Bandeira. As emendas contemplam ainda a aquisição de ambulâncias e vans para as unidades hospitalares da Paraíba.

Agricultura

Outro eixo a ser contemplado nas emendas de bancada do deputado Gervásio Maia será a agricultura. Para a pasta foram destinados R$ 2,260.400,00.