Governador exonera Roseana Meira

A exoneração de Roseana Meira da Secretaria Executiva de Economia Solidária, publicada hoje, no Diário Oficial do Estado, ocorre pouco mais de um mês de ela ser alvo da Operação 5764./

A ação foi desencadeada no dia 4 de abril e foi encabeçada pelo Observatório da Gestão Pública, formado pela união de forças do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público do Estado (GAECO/MPPB), Tribunal de Contas do Estado, Secretaria da Fazenda do Estado da Paraíba, além das Polícias Civil e Militar, e da Controladoria-Geral da União (CGU)./

Roseana Meira foi alvo de busca e apreensão e foi denunciada na operação que resultou na prisão de Jaciel Franklin Pereira da Silva, do Condaf (Conselho de Desenvolvimento da Agricultura Familiar da Paraíba), e do servidor do governo do Estado, Marcelo Eleutério de Melo, este último ligado à Secretaria Executiva da Economia Solidária./

Os mandados foram cumpridos em João Pessoa (PB), Sobrado (PB), São Miguel de Taipu (PB) e Alhandra (PB)./

Marcelo Eleutério trabalhava na pasta comandada por Roseana e foi escolhido para a pasta mesmo com uma condenação judicial ativa./

Os investigadores constararam que a agora ex-secretária assinou dispensa de licitação para a compra de alimentos no período da pandemia no valor de R$ 320.100,00./

O problema é que além de as empresas que participaram do certame terem apresentado propostas com diferenças não superiores a cinco centavos, os envolvidos não conseguiram comprovar a entrega do produto./

Isso indicaria suposto desvio dos valores repassados para a compra de peixe, hortifrutis e frango./

Os produtos, segundo a suspeita dos órgãos que participaram da ação, foram comprados a preços superfaturados.//