Governo assina contrato para exploração de fosfato na PB

No mês em que completa 1000 dias de gestão, o Governo Federal, por meio do Ministério de Minas e Energia (MME) e do Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM), realiza nesta terça-feira (28), às 10h, a solenidade de assinatura do contrato para a cessão do Projeto Fosfato de Miriri para a empresa BF Mineração, que deverá dar continuidade às pesquisas geológicas visando a produção de fertilizantes de fosfato para beneficiar o mercado agrícola do Nordeste. O contrato será oficializado após o leilão realizado pelo Governo por meio do Programa de Parcerias de Investimento (PPI). Participam da solenidade o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e o diretor-presidente do SGB-CPRM, Esteves Colnago.

O Projeto Fosfato de Miriri é resultado da pesquisa mineral realizada pelo Serviço Geológico do Brasil entre as décadas de 1970 e 1980. O Projeto está representado por sete processos minerários e está localizado em uma área total de 6.112,18 hectares, ao sul da cidade de João Pessoa (PB), abrangendo os municípios de Alhandra e Pedra do Fogo, na Paraíba, e Goiana, em Pernambuco.

O fosfato é um dos principais insumos para produção de fertilizantes minerais, amplamente utilizados pela indústria do agronegócio. Atualmente, o Brasil depende largamente da importação desse produto mineral. A limitada produção brasileira de fosfato encontra-se concentrada na região centro-sul. O projeto Fosfato de Miriri tem potencial para reduzir a dependência de produtos importados na região Nordeste.