Lula convoca reunião extraordinária com ministros e discute ações no RS
14 de maio de 2024
Redação

Nesta segunda-feira, 13 de maio, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva convocou uma reunião extraordinária com todos os 38 ministros para discutir as medidas adotadas pelo Governo Federal em resposta às fortes chuvas que atingiram o estado do Rio Grande do Sul.

Durante a reunião, Lula destacou a necessidade de continuar as ações de recuperação, incluindo benefícios para pessoas físicas, reconstrução de estradas, questões de energia, saúde, educação, portos e aeroportos. Ele ressaltou que a reconstrução do estado será um desafio, mas o compromisso do governo é restaurá-lo ao seu estado anterior.

As medidas anunciadas pelo Governo Federal incluem a suspensão por três anos da dívida do Rio Grande do Sul com a União, liberando R$ 11 bilhões para um fundo de reconstrução, além do perdão de R$ 12 bilhões em juros da dívida total. Essas medidas somam-se aos R$ 50,9 bilhões destinados anteriormente e aos R$ 12,1 bilhões liberados por Medida Provisória para ações federais nos municípios.

Lula enfatizou a gravidade da questão climática e o compromisso do Brasil em colaborar para frear o aumento da temperatura global, destacando a importância de cuidar da energia, floresta e água.

Segundo a Defesa Civil, as chuvas afetaram 450 municípios, com milhares de pessoas desalojadas e afetadas, além de registros de mortes e desaparecidos. O trabalho das Forças de Segurança e voluntários resultou em milhares de salvamentos.

O Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional aprovou planos de trabalho e destinará R$ 157 milhões para ações de Defesa Civil, enquanto a Polícia Federal oferece acesso gratuito a imagens de satélite para auxiliar na resposta a desastres naturais.

A ANTT tem facilitado o fluxo de pessoas e bens para o RS, e voos comerciais extras foram iniciados para atender às necessidades emergenciais. O CMN autorizou a renegociação de operações de crédito rural para municípios afetados, e a Força Nacional do SUS realizou mais de 1,6 mil atendimentos às vítimas.

O Ministério da Saúde está elaborando um plano de saúde mental, e o Programa Nacional de Imunização enviará doses de vacinas e outros materiais para a região. A ABC está coordenando doações internacionais, e mais de mil horas de voo já foram realizadas em operações de socorro.

Uma portaria do Ministério do Turismo facilita financiamentos para empreendedores turísticos afetados pelas chuvas, enquanto medidas de apoio financeiro foram anunciadas para quem paga financiamentos de imóveis pelo Minha Casa, Minha Vida.

O presidente Lula encaminhou ao Congresso Nacional um projeto de lei complementar para as medidas de suspensão da dívida do RS, e o ministro Jader Filho anunciou a possibilidade de suspensão de pagamentos para beneficiários do MCMV e Pró-Cotista.

Essas ações demonstram o esforço conjunto do Governo Federal e autoridades locais para enfrentar os desafios decorrentes das chuvas no Rio Grande do Sul.

Compartilhe: