MDB tem dois vereadores na CMJP

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) conta com dois parlamentares do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), antigo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Os vereadores Mikika Leitão e Coronel Sobreira falam sobre suas expectativas neste primeiro mandato na Casa Napoleão Laureano.



Natural do município de Sousa, no Sertão do Estado, Ives Rocha Leitão, popularmente conhecido como Mikika Leitão, ocupou o cargo de deputado estadual entre os anos de 2012 e 2013, e é pai do ex-vereador de João Pessoa e atual deputado estadual licenciado Felipe Leitão (DEM) que ocupa a secretaria municipal de Desenvolvimento Social de João Pessoa. Foi eleito como vereador com 5 mil votos no pleito de 2020.



Esse primeiro mandato, conquistado por 5 mil amigos, é mandato de muita responsabilidade. Estamos começando com essa pandemia, essa doença que está matando no mundo todo, mas se Deus quiser em fevereiro chega a vacina no Brasil”, destacou. O parlamentar ainda explicou: “O mandato de vereador é da ética, da decência, da dignidade, de cumprir o regimento da Casa, cumprir as leis, fazer leis e projetos em benefício da população, se dedicar à saúde, educação e ao saneamento básico”.



Coronel Sobreira (MDB)



Marcos Alexandre de Oliveira Lima Sobreira é representante dos militares estaduais, da Igreja, do trânsito municipal e das comunidades onde atuou como policial comunitário. O coronel Sobreira foi eleito vereador de João Pessoa com 1.909 votos. “Representar quase 1 milhão de habitantes desta cidade já causa muita expectativa. Já passei 30 anos enquanto PM trabalhando nas ruas, onde observamos problemas sociais diversos de diferentes gravidades”, enfatizou.



Em Sousa, o parlamentar desenvolveu o projeto ‘Polícia Cidadã’, cuja finalidade era aproximar os policiais da comunidade, levando a cinco bairros periféricos da cidade serviços de advocacia, saúde, educação, corte de cabelos e odontologia. Já assumiu também a direção do Colégio da Polícia Militar.



Entre as áreas em que iremos atuar, vamos nos voltar às questões da criança, adolescência e de vulneráveis em situação de rua. Se não houver trabalhos de prevenção primária do crime, isso vai causar problemas lá na frente. São crianças sem a estrutura devida para se desenvolverem, que não têm família ou educação. Não há prenúncios bons para isso. Vamos nos preocupar também com a escola integral de qualidade e a mobilidade urbana. Pretendemos ainda criar vínculos com as Polícias Municipal e Militar para que possamos desenvolver trabalhos conjuntos harmoniosamente”, pontuou.



Em 2015, o coronel Sobreira foi eleito Presidente da Caixa Beneficente de Oficiais e Praças da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar. Em 2017, passou para a Reserva, depois de 30 anos de serviços prestados à Polícia Militar e à sociedade paraibana.