Morre em SP, ao 72 anos, Pinto do Acordeon



O ex-vereador de João Pessoa e músico, Pinto do Acordeon, faleceu na madrugada desta terça-feira (21) em São Paulo, onde estava internado, após apresentar problemas renais. Pinto foi internado em março em João Pessoa, depois foi transferido para a capital paulista.. O músico tinha 72 anos e fazia tratamento de um câncer na bexiga desde janeiro deste ano.

Natural de ConceiçãoParaíba, Pinto foi morar em Patos em meados da década de 1960.

A música lhe gerou interesse desde a infância e ele também é aficionado por acordeão, instrumento em que se tornou um virtuoso, ficou conhecido desde quando fazia parte das apresentações com a trupe de Luiz Gonzaga, o “Rei do Baião”, período em que ganhou notoriedade da música nordestina e que produziu músicas que estão presentes até hoje nos festejos juninos brasileiros.

Gravou seu primeiro LP em 1976 e na atualidade detém em torno de vinte álbuns gravados em seu nome (entre CDs e LPs), já tendo composto músicas para Elba RamalhoGenival LacerdaDominguinhosFagner, Os 3 do Nordeste e Trio Nordestino. Um de seus sucessos, “Neném Mulher”, ficou consagrada na voz de Elba Ramalho e foi tema da telenovela Tieta.

Em 2008, foi para o Festival de MontreuxSuíça, no qual se apresentou junto com outros artistas brasileiros, entre os quais Gilberto Gil, Elba Ramalho, Milton NascimentoChico CésarFlávio JoséAleijadinho de Pombal, e Trio Tamanduá.

Pinto do Acordeon estreou na política nas eleições de 1992, quando disputou uma vaga e foi eleito pelo PDT para a Câmara Municipal de João Pessoa, com 1.339 votos. Em 1996, disputando pelo PMDB não conseguiu a reeleição.

Nas eleições presidenciais de 2018, Pinto do Acordeon compôs uma das músicas da campanha vitoriosa de Jair Bolsonaro (PSL). O cantor, inclusive, foi convidado para se apresentar na posse do presidente, mas não participou da solenidade.Nas redes sociais do artista, a mensagem publicada lamentava a morte do cantor. "É com grande pesar que venho anunciar a partida de um grande mestre, de um grande pai, avô e amigo. O céu hoje recebe uma grande estrela, foi-se mestre Gonzaga, foi-se mestre Sivuca, foi-se mestre Domingos e agora o céu recebe esse grande ídolo, Pinto do Acordeon. Que estará eternizado em nossos corações e em sua grande obra. 🙏🏻❤️ Descanse em paz!".