Morre o jornalista e poeta Marcos Tavares

O jornalista, escritor e poeta, Marcos Tavares, morreu na tarde desta segunda-feira (22), em João Pessoa. Não foram divulgadas as causas da morte, nem informações sobre o velório nem sepultamento do jornalista.

Através de uma nota, a Associação Paraibana de Imprensa (API) lamentou a morte de Marcos Tavares, destacando a falta que ele fará à imprensa paraibana. Natural de Ingá, ele começo a sua jornada profissional no Grupo Sanhauá, depois foi editor do Diário da Borborema, passou pelo O Norte e depois pelo Jornal CORREIO e Rádio Tabajara.

Veja nota:

“A Associação Paraibana de Imprensa (API), através de sua Diretoria, vem de público externar o seu mais profundo pesar aos familiares e amigos do jornalista, poeta, escritor e colunista de A União, Marcos Tavares, pelo seu falecimento ocorrido nesta segunda-feira (22).

Natural do município de Ingá, Marcos Tavares, que também era dramaturgo, começou a sua atuação no Grupo Sanhauá, foi editor do Diário da Borborema, passou pelo O Norte e depois pelo Correio da Paraíba e Rádio Tabajara.

O falecimento do conceituado profissional desfalca a imprensa e empobrece a cultura paraibana, além de consternar uma legião de amigos nos mais diversos segmentos da nossa sociedade.”, diz a nota.

Estado emitiu nota

O governador João Azevêdo (Cidadania) lamentou a morte do escritor, poeta e jornalista Marcos Tavares. Ele externou condolências aos familiares, amigos e a todos que tiveram o privilégio de conhecer e trabalhar com Marcos Tavares.