Nordeste é a preferência de 45% dos brasileiros em julho

Entre os dias 13 e 22 de junho, a Trigg ouviu 5.130 brasileiros para saber os planos deles para as férias de julho. O levantamento mostrou que 43% pretendem viajar neste mês, embora 27%, mesmo com a possibilidade de recesso, adiaram os planos devido à falta de dinheiro.

O destino mais buscado é o Nordeste (45%), seguido pelo Sul (12%). As viagens internacionais estão no projeto de apenas 5% dos brasileiros neste período. A procura de sombra e água fresca, 64% dos brasileiros buscam sossego e descanso nestas férias, 38% conhecer novas paisagens naturais e 28% visitar amigos e familiares. 40% pretendem ir para a praia, 27% para o campo e 12% para a cidade grande.

Questionados sobre o aumento dos preços para o planejamento das viagens, 34% perceberam esse crescimento na alimentação, 27% no transporte e 20% na hospedagem. Mesmo assim, 47% pretendem comer em restaurantes. Apenas 16% dizem que vão preparar a própria comida. O avião será o meio de transporte mais usado (45%), seguido pelo carro próprio ( 25%) e ônibus (15%).

“Essa é uma pesquisa inédita aqui na Trigg e nos traz muitas tendências de consumo que retornam em novas soluções para nossos clientes viverem seu melhor lado nessas férias de inverno. Mesmo com um cenário econômico desafiador, percebemos que há muitos brasileiros querendo aproveitar esse período de descanso. Após tanto tempo dentro de casa, viajar está entre os principais desejos das pessoas e o cenário atual de vacinação avançada e controle da pandemia contribui para isso”, afirma Wellington Alves, CEO da Trigg.

O tempo de viagem para a maioria (43%) deve ficar em torno de 1 semana e 33% por até 15 dias. Grande parte (48%) pretende viajar com a família, 28% com o (a) companheiro (a) e 7% sozinho. Já em relação à hospedagem, a preferência será o hotel (30%), seguida pela casa de amigos ou familiares (22%), pousadas (21%) e casa alugada de temporada (8%).

Os planos de consumo para a viagem, somando meio de transporte e hospedagem, estão entre R$ 1000 e R$ 3000 para 30% das pessoas, 24% pretendem gastar entre R$ 3000 e R$ 5000 e 13%, entre R$ 5000 e R$ 10.000. Durante a viagem a expectativa de gastos extras da maioria (33%) é de até R$ 1000 e para 30%, até R$ 3000.

Para 79% o cartão de crédito será o principal meio de pagamento para transporte e viagem. E durante o passeio ele segue sendo o meio prioritário para 78% dos brasileiros. Além disso, para quem usa o cartão da Trigg há ainda mais vantagens para as férias, como descontos no site da Decolar e a possibilidade de concorrer a viagens para assistir a Copa do Mundo 2022 no Catar. Basta cadastrar o cartão da Trigg no programa Vai de VISA e conferir essas e outras promoções.