ONG Milagre Sertão encerra 2021 com mais de 15 comunidades atendidas

Para o Projeto Milagre Sertão, 2021 foi um ano desafiador. Por conta das medidas de proteção contra a covid-19, não foi possível reunir todo o corpo de voluntários do projeto e seguir com as contínuas ações presenciais pela Paraíba. A ONG também passou a atuar em ações pontuais, diferente do que fazem tradicionalmente, trocou a logística de doação e ajustou as ações para continuar atendendo às comunidades beneficiadas pelo projeto. O projeto finaliza o ano com mais de 15 comunidades atendidas, 500 máscaras de proteção doadas, distribuição de 29 toneladas de alimentos para as famílias de comunidades carentes de João Pessoa e pelo interior da Paraíba e, ainda, realização de um trabalho em Xique-Xique, comunidade da zona rural de Monteiro - PB, para instalação de uma tecnologia de tratamento da água.  “Reafirmamos ainda mais o nosso compromisso com o próximo e aumentamos nosso desejo de continuar fazendo desse mundo um lugar melhor”, pontua Wanessa Vasconcelos, uma das voluntárias da ONG.



Retrospectiva - Mas, diante dos obstáculos, também surgiram momentos especiais. No começo do ano, o projeto contou com uma ajudinha extraordinária. A ONG foi uma das escolhidas para ser divulgada nos perfis da paraibana Juliette Freire, como forma de celebrar os 20 milhões de seguidores dela, até então. Em poucos dias, foi possível notar os impactos positivos gerados pela divulgação.




Outra novidade de 2021 foi o lançamento da coleção de bolsas recicláveis, que ganhou uma campanha especial com a influenciadora digital Renata Uchôa como modelo. As bags são produzidas em material reciclado, resistente, impermeável e com fibras sintéticas. Em meados deste ano, também aconteceu a divulgação da música do cantor e compositor Rodrigo Bittencourt inspirada em uma expedição do projeto realizada em 2018, no município de Sumé. A música “Quando Chove no Sertão”, representa os sertanejos e sua história de vida. Embora ainda não tenha sido gravada, Rodrigo, que é voluntário da Milagre Sertão, apresentou a música no IV Festival de Música da Paraíba.




As expectativas são de que em 2022 surjam mais oportunidades para que o projeto continue atuando ativamente. “Desejamos retornar nossas ações habituais, dar seguimento aos nossos projetos e, sobretudo, continuar contando com todos aqueles que fazem parte do nosso caminho, que confiam e abraçam a nossa causa”, almeja Wanessa.




Como contribuir com a ONG - Quem deseja ajudar a Milagre Sertão pode acessar o site www.milagresertao.org ou as redes sociais da ONG @milagresertao e @lojinhadomilagre, e contribuir como doador mensal, avulso ou adquirindo os produtos disponíveis na Lojinha do Milagre, que são produzidos por artesãs beneficiadas pela ONG. Para quem quiser doar qualquer quantia de maneira aleatória, o PIX é 17.803.943/0001-55 (CJPN da ONG)




Sobre o Projeto Milagre Sertão - A partir da iniciativa de um grupo de jovens para levar mantimentos às famílias do interior paraibano surgiu a ideia do Projeto Milagre Sertão. A primeira ação aconteceu de forma espontânea e se tornou fonte de inspiração e incentivo para uma pesquisa maior sobre o tema, que revelou as causas reais das necessidades existentes. Fundada em 2013, com sede em João Pessoa, a ONG promove soluções eficazes no desenvolvimento de sistemas sustentáveis por meio do empoderamento das famílias que sofrem com os efeitos da seca levando doações de alimentos, roupas, brinquedos e outros itens de necessidade básica, além de oferecer serviços de apoio à comunidade, como temas em empreendedorismo, soluções agrícolas e atendimento médico-odontológico.




A ONG Milagre Sertão fica na Rua Antônio Rabelo Júnior, nº 81 Sala 01 e 02 - Miramar. Outras informações, no site milagresertao.org, no (83) 3021-9891 e no insta @milagresertao.