Outubro Rosa é debatido na Câmara de João Pessoa
6 de outubro de 2023
Redação

A campanha do Outubro Rosa, mês de conscientização e prevenção ao câncer de mama, foi tema de sessão especial na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), na manhã desta sexta-feira (6). A sessão foi presidida pelo vereador Milanez Neto (PV), secretariada por Marcos Henriques (PT) e reuniu, dentre outros, representantes da Rede Feminina de Combate ao Câncer na Paraíba e do Hospital Napoleão Laureano.
O vereador Milanez Neto, autor da sessão especial, destacou a importância do Hospital Napoleão Laureano, da Rede Feminina de Combate ao Câncer e da campanha de prevenção ao câncer de mama. “Que o Outubro Rosa sirva para a gente continuar refletindo, cuidando, zelando, chamando a sociedade, por meio das campanhas educativas, e cobrando que a prefeitura e o estado possam trabalhar para que essas pessoas tenham conhecimento do que é ofertado pelo Sistema Único de Saúde, o SUS, o maior plano de saúde do mundo”, declarou o parlamentar, enfatizando a luta para combate ao câncer e pelo cuidado da mulher.

Em seguida, o vereador Marcos Henriques (PT) enfatizou o trabalho do Hospital Napoleão Laureano em relação ao câncer. Ele relatou a experiência que teve: “Minha cunhada mora comigo há 20 anos. Quando foi diagnosticada com câncer de mama, ficamos desesperados, porque ela não tinha plano de saúde e eu não conhecia o Laureano. Mas, por toda a atenção que se dá ao paciente indiscriminadamente, me chamou a atenção e me deu tranquilidade. O Laureano é um hospital filantrópico e a gente sabe que a rede de saúde muitas vezes é mal gerida. Vemos, em tantas gestões, exames que não são feitos, pessoas que morrem sem direito a um cardiologista, mas felizmente no tratamento do câncer nós temos isso”.

Marcos também destacou a relevância das campanhas educativas sobre o Outubro Rosa: “Elas saem muito mais baratas do que tratar uma patologia como o câncer. Às vezes, as pessoas não têm as informações necessárias sobre uma mamografia, o exame de toque, e quando não os fazem, por desconhecimento, a doença se desenvolve e o sistema de saúde fica sobrecarregado. Então, o Outubro Rosa veio de maneira muito positiva para nossa sociedade. Que esse mês seja de conscientização, que saibam que há tratamento adequado, que há pessoas solidárias como na Rede Feminina de Combate ao Câncer”.

A presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer da Paraíba, Zenaide Carvalho, destacou que este ano foram diagnosticados 73.610 casos novos de câncer de mama no Brasil e 1.180 na Paraíba e caracterizou o levantamento como alarmantes e preocupante. “O câncer tem 80 a 90% de chances de cura se fizermos o que estamos fazendo aqui: a conscientização. Sem conscientização não chegamos a lugar nenhum e ela é o grande papel da Rede Feminina de Combate ao Câncer”, afirmou Zenaide, salientando que a rede chega a fazer quatro palestras de conscientização e prevenção por dia.

O médico Marcelo Lucena, presidente da Fundação Napoleão Laureano, salientou: “Sozinho a gente não faz nada. O Hospital Laureano e a Rede Feminina são braços fortes. A luta fica mais fácil com a ajuda de vocês. A prevenção é ainda a maior forma de cura do câncer. Estatísticas dizem que chega a 95% a cura do câncer através da prevenção”. Ele informou que o hospital é o que tem a maior base instalada para tratamento de câncer no nordeste e é um dos principais no país. Marcelo também contou que recentemente foi possível angariar recursos para a aquisição de dois mamógrafos para o Napoleão Laureano. O presidente da Fundação também pontuou: “É importante sempre frisar a nossa transparência. Friso isso porque a gente é muito cobrado, mas com razão. As portas do Napoleão estão abertas para todos os órgãos. Eles têm o direito de saber como está sendo usado o dinheiro destinado. Temos relatórios à disposição. É importante que essas instituições filantrópicas sejam valorizadas, elas fazem mais de 60% da saúde no Brasil”.

Compartilhe: