Paraíba integra ranking dos 5 estados que podem zerar a fila de cirurgias
4 de janeiro de 2024
Redação

A Paraíba figura entre os cinco estados da federação com potencial de zerar a fila de cirurgias eletivas este ano. Os dados são do levantamento do Ministério da Saúde (MS), realizado com base no programa do Governo Federal para diminuir a espera dos usuários por procedimentos cirúrgicos. Tocantins, Sergipe, Piauí e Mato Grosso do Sul também aparecem na lista. Atualmente, a Paraíba possui um programa próprio de realização de cirurgias eletivas, o Opera Paraíba. A iniciativa do Governo do Estado já realizou mais de 90 mil cirurgias desde a sua criação, em 2019. Somente em 2023, foram mais de 52 mil procedimentos.

Das 52 mil cirurgias realizadas em 2023, 37 mil foram custeadas pelo estado e 15 mil pelo Governo Federal. A Paraíba é o estado que mais realizou cirurgias no último ano e o Opera Paraíba configura-se como o maior programa de cirurgias eletivas do Brasil, servindo de referência para outros estados. Em quatro anos do programa, mais de 90 mil cirurgias foram feitas, inclusive durante o período da pandemia do covid-19.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Jhony Bezerra, a Paraíba já conseguiu zerar a fila dos procedimentos que foram cadastrados até 2019 no MS. “A fila da vergonha revelava mais de 12.400 pacientes que aguardavam, há mais de cinco anos, por um procedimento cirúrgico. Com o Opera Paraíba, mesmo com o enfrentamento da pandemia, conseguimos zerar esse registro em novembro de 2021. Hoje, temos outros usuários aguardando pelos procedimentos, pois a fila de cirurgias eletivas é uma fila viva, onde diariamente pacientes são cadastrados”, afirma.

Jhony Bezerra destaca que o tempo de espera pelas cirurgias eletivas diminuiu consideravelmente com o programa, que ampliou o número de procedimentos oferecidos ao longo dos anos. “O Opera Paraíba facilitou o acesso da população às cirurgias, viabilizou uma logística para aumentar a oferta de procedimentos e regionalizou a saúde no estado, realizando cirurgias em todas as regiões de saúde, do litoral ao sertão. O desafio para 2024 é incluir mais procedimentos de alta complexidade, como as cirurgias ortopédicas, urológicas, com foco também nas cirurgias oncológicas, neurológicas, cirurgias vasculares e cardíacas”, finalizou.

Atualmente, a fila de cirurgias eletivas da Paraíba cadastradas no Ministério da Saúde tem em torno de 19 mil procedimentos. Em 2024, com o Opera Paraíba, estas e outras cirurgias serão realizadas em todo estado. São 34 unidades hospitalares que integram a rede do programa, realizando desde cirurgias de catarata, até cirurgias ortopédicas de maior complexidade.

Compartilhe: