Paraibanos são finalistas do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora
6 de abril de 2022
Redação

Dois professores paraibanos que realizaram projetos de empreendedorismo junto a estudantes de ensino médio e superior do estado são finalistas nacionais do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora 2021. Concorrendo ao lado de educadores de todo o país, os projetos estão ligados à tecnologia e moda e foram os vencedores da etapa estadual do prêmio, realizada em novembro do ano passado. A etapa nacional promoverá a cerimônia de premiação no dia 12 de maio deste ano. A professora Suellen Albuquerque leciona no curso Superior Tecnológico em Design de Moda, no Unipê, e desenvolveu o Projeto Interdisciplinar em Design de Moda. O objetivo da iniciativa é fomentar a educação empreendedora a partir da integração das disciplinas Gestão Empresarial e Negócios de Moda e Trabalho de Conclusão de Curso. “Os alunos devem propor uma marca de moda real e criar uma coleção de vestuário, partindo da pesquisa de mercado até a prototipação física da coleção. Além disso, desenvolvem um plano de negócios e o conceito da marca, integrando os conhecimentos adquiridos ao longo de toda sua formação para abertura de uma empresa”, explicou. O projeto, que já vem sendo aplicado desde 2016, surgiu da necessidade de preparar o estudante egresso do curso para o mercado de trabalho. “Não é necessário esperar o ‘emprego dos sonhos’ mas, sim, criar suas próprias oportunidades por meio do empreendedorismo. Eu acredito na força da educação e da persistência. É possível desenvolver as habilidades necessárias para o empreendedorismo em todos os indivíduos, basta estímular. Estou muito honrada em representar o ensino superior da Paraíba na edição nacional. O reconhecimento vindo do Sebrae é muito importante para mim”, enfatizou a professora.  Por sua vez, o professor Danilo Santos, que atua na área de Tecnologia, desenvolveu, ao lado de mais oito professores, o projeto InSocialTec, com o objetivo de aplicar uma metodologia orientada ao empreendedorismo com foco no desenvolvimento de competências na área de tecnologia. “Através de uma metodologia que envolveu conteúdos de Design, Administração e TIC, guiamos os alunos a se capacitarem em tecnologia e ganharem uma formação empreendedora”, afirmou. Ele destacou que a iniciativa foi aplicada de forma on-line com foco em estudantes dos últimos anos do Ensino Médio. Mais de 290 alunos concluíram o curso, oriundos de diferentes escolas, cidades e níveis de educação, e mais de mil foram impactados. “Além do conteúdo didático, foi aplicada uma metodologia de imersão através do método ‘from zero to hero’, no qual os alunos foram incentivados a terem uma ideia utilizando os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU e, em oito semanas, sair da ideia para um conceito ou protótipo funcional. Empreendedorismo é essencial na educação de crianças e adolescentes porque incentiva a terem uma formação voltada para a ‘criação’”, analisou.

Histórico positivo 

A gerente de Educação Empreendedora do Sebrae Paraíba, Humara Medeiros, salientou que o estado tem um histórico positivo em relação ao prêmio, já que em 2019 um projeto local venceu a categoria do Ensino Médio. “Este ano, para nossa felicidade, temos finalistas nas categorias Ensino Médio e Ensino Superior, com projetos com alto teor de empreendedorismo, inovação e criatividade. Além disso, as iniciativas envolvem as comunidades, fazendo com que os estudantes sejam protagonistas e façam a diferença onde estão inseridos. Estamos com expectativas muito positivas”, frisou.

Compartilhe: