Pedro critica adiamento do retorno às aulas presenciais na UEPB



O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) criticou a decisão da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) em manter as aulas remotas até abril deste ano, além das demais instituições públicas de ensino, como Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e as escolas públicas da rede estadual. O parlamentar considera a definição equivocada e pede apoio da população para reverter a situação.

Pedro argumenta que outros ambientes com mais risco de aglomeração já retomaram as atividades de forma presencial, seguindo protocolos sanitários, enquanto a UEPB mantém a mesma modalidade de ensino desde o começo da pandemia. Ele aponta ainda que 100% dos professores e alunos já estão vacinados contra a covid-19.

O parlamentar destaca o prejuízo educacional para os estudantes. “A culpa da pandemia não é das escolas, nem das universidades; na verdade, os estudantes são os mais prejudicados. São quase dois anos de escolas e universidades fechadas. Muitos saem de sua cidade natal, se viram para pagar aluguel e agora se surpreendem com essa posição. Não dá para esperar até abril”, afirmou.

Um movimento liderado por estudantes planeja uma manifestação pacífica na próxima sexta-feira (11). Pedro se colocou à disposição para integrar o movimento que busca pelas aulas presenciais, e pediu ainda o apoio da população e da comunidade acadêmica. “Contem comigo nessa mobilização. Com argumentos e apelando ao bom senso vamos reverter esse crime com a nossa educação”, escreveu nas redes sociais.