Prefeita de Bayeux é pré-candidata à reeleição

Nesta quinta-feira (20), a prefeita de Bayeux, Luciene Gomes (PDT), afirmou em entrevista ao Correio Debate, na TV Correio, afirmou que vai disputar a reeleição este ano, nas eleições diretas deste ano, conforme calendário excepcional do TSE adaptado à pandemia do novo coronavírus. Ela disse que conta com o apoio das duas maiores lideranças do seu partido no Estado, a vice-governadora Lígia Feliciano e o deputado federal Damião Feliciano. Luciene disse que vai procurar o apoio do governador João Azevêdo (Cidadania).

Ela esteve no aeroporto Castro Pinto, recepcionando a vice-governadora Lígia e seu esposo deputado federal Damião Feliciano, que estavam retornando de Brasília. Luciene também quer contar em seu palanque com o MDB, do vice-prefeito Adriano Martins. Ela disse ter o apoio do senador e presidente estadual peemedebista, José Maranhão.

A vereadora revelou ainda que vai autorizar uma auditoria nas contas das ex-gestões de Bayeux. Ela é a quinta liderança a assumir o cargo nesta legislatura. Berg Lima foi eleito e afastado do cargo por decisão judicial, Luiz Antônio (o vice) e teve mandato cassado pela Câmara de Vereadores. Logo em seguida, veio Noquinha, que deixou a presidência da Câmara para assumir a prefeitura; com o fim do mandato de presidente, Noquinha deixou o cargo e quem assumiu foi Jefferson Kita. Nesse meio tempo, Berg ainda retornou ao cargo, mas foi afastado novamente e renunciou, provocando a necessidade de eleições indiretas para esses últimos quatro meses de gestão.