Prefeito inaugura Centro Cultural e Parque Casa da Pólvora

O Centro Histórico da Capital paraibana terá de volta, a partir desta quinta-feira (4), um dos seus principais atrativos: a Casa da Pólvora, que foi totalmente reformada pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). O Centro Cultural e o Parque Casa da Pólvora serão entregues em solenidade, às 16h, com a participação do prefeito Luciano Cartaxo.

A Casa da Pólvora fica localizada na Ladeira de São Francisco, a primeira da cidade, e é um dos principais patrimônios arqueológicos de João Pessoa. A obra, segundo Luciano Cartaxo, resgata o valor histórico e turístico do parque. Na reforma foram investidos R$ 1,3 milhão, recursos da Prefeitura de João Pessoa e do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan).

“Essa reforma representa um resgate importante para a memória da cidade. A história da Casa da Pólvora se confunde a do nosso povo”, disse Luciano Cartaxo, lembrando que a Prefeitura de João Pessoa tem realizado várias intervenções na parte mais antiga da cidade. Além da Praça da Pedra, já entregue, estão sendo reformadas a Lagoa e a Praça João Pessoa.

O projeto do Centro Cultural e do Parque Casa da Pólvora inclui a restauração do prédio, que foi tombado em 1938 pelo Patrimônio Histórico Cultural Nacional, além da construção de um parque ecológico em seu entorno. O complexo contará com espaço para um café cultural, um teatro de arena (que funcionará como anfiteatro) e uma sede administrativa. No prédio da Casa da Pólvora também haverá espaço para exposições.

Segundo o diretor executivo da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Maurício Burity, a obra tem um relevante potencial cultural e educativo interdisciplinar, nos âmbitos das diversas linguagens artísticas, da educação patrimonial e ambiental, bem como no que se refere à inclusão social, formação de público, acessibilidade e turismo.

“Sendo assim, através de suas atividades e programas educativos, estaremos contribuindo diretamente para a preservação do patrimônio cultural do Centro Histórico e, ainda, para a formação de um polo de atividades atrativas com ações educativas, culturais, de lazer, estéticas e turísticas”, declarou.

De acordo com o coordenador do Patrimônio Cultural de João Pessoa (Copac), Milanez Neto, a Prefeitura está empenhada em devolver à população o Centro Histórico totalmente revitalizado. “Queremos devolver a história da cidade aos pessoenses e estamos empenhados para que isso aconteça”, ressaltou.

Segundo a diretora da Copac, Rosangela Regis Toscano, a PMJP ainda apostou na educação patrimonial e diagnóstico de arqueologia preventiva. “Dentro desta perspectiva educativa, estamos trabalhando com funcionários que saberão o valor simbólico, cultural e patrimonial daquilo em que estão envolvidos. Isso é sinônimo de cidadania e este governo está comprometido com essa lógica”, completou.

Programação – A cerimônia de inauguração do novo Parque Casa da Pólvora contará com a apresentação da Banda 5 de Agosto e da manifestação cultural do grupo de capoeira Angola Palmares, do bairro do Róger. Os presentes ainda poderão conferir o acervo do museu fotográfico Walfredo Rodrigues.

Administração – O Parque Casa da Pólvora será administrado pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), em colaboração com as Secretarias de Educação e Cultura (Sedec) e de Meio Ambiente (Seman), a Coordenadoria do Patrimônio Cultural (Copac) e demais secretarias do Governo Municipal.