Projeto ‘Reciclo’ capacita 536 catadores de recicláveis em 27 municípios
1 de agosto de 2023
Redação

Realizado em 27 municípios paraibanos, sendo 11 da 4ª Região Geoadministrativa do Estado e 16 da região do Cogiva, o projeto ‘Reciclo – Despertando os Municípios’, desenvolvido pela Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), em parceria com o Ministério Público da Paraíba (MPPB), beneficiou diretamente 536 catadores de resíduos sólidos com capacitação e inclusão dentro da Lei de Resíduos Sólidos. O projeto foi encerrado nesta segunda-feira (31), durante encontro realizado em João Pessoa, com a entrega de um relatório com prestação de contas e dados de finalização aos promotores de Justiça, José Farias e Fabiana Lobo.
O presidente da Famup, George Coelho, lembrou do trabalho realizado nos 27 municípios e disse que foi executado com determinação. “Esse foi um projeto importante que contou com o apoio do Ministério Público da Paraíba, um parceiro que contribui com essas ações. Concluímos com sucesso esse projeto que está mudando a realidade dos municípios, garantindo a preservação do meio ambiente e levando mais cidadania aos catadores e catadoras de resíduos sólidos. Tivemos os parceiros certos e por isso encerramos esse projeto de forma excepcional”, destacou George Coelho, presidente da Famup.
O promotor José Farias destacou o sucesso do projeto e a parceria realizada com a Famup que, para ele, foi essencial para a realização do ‘Reciclo’. “Esse projeto nos tornou amigos e parceiros. Tudo começou em 2005 quando propomos tudo para acabar com os lixões nos municípios da Paraíba com o objetivo de garantir a preservação do meio ambiente. Fomos a luta e com o apoio da Famup chegamos até aqui com o sucesso do projeto. Nossa missão era mudar o comportamento humano e fizemos isso por meio da educação. Dessa forma, hoje é dia de aplaudir o que a Famup tem feito com esse projeto. Parabéns a todos que construíram juntos esse caminho”, disse, destacando o apoio das 75 promotorias de Meio Ambiente no estado.
A coordenadora do CAO Meio Ambiente do MPPB, Fabiana Lobo, parabenizou a Famup pela realização do projeto e destacou o avanço da iniciativa que garantiu o fechamento de lixões por todo o estado. Segundo ela, hoje a Paraíba conta com apenas 12 lixões, e desses, dois estão caminhando para o encerramento, o de Patos e o de Cajazeiras. “Avançamos muito com o Reciclo no estado. Isso é uma grande vitória para todos e um avanço importante nesse caminho de preservação do meio ambiente. Esperamos avançar ainda mais. Esse projeto foi importante pela reciclarem e promoção dos catadores”, disse.
Os secretários de Desenvolvimento e Articulação dos Municípios da Paraíba (Sedam), Gilmar Martins, e o Executivo do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Radomécio Leite, parabenizaram o projeto realizado e se colocaram a disposição para trabalhar em projetos futuros que beneficiam diretamente os municípios.
presentes ao evento, as secretárias de Meio Ambiente dos municípios de Ingá, Bianca Honório, e de Cruz do Espírito Santo, Ana Cláudia Ferreira, elogiaram o projeto ‘Reciclo’ realizado com os catadores locais e afirmaram que a iniciativa beneficiou diretamente os trabalhadores e trabalhadoras de resíduos sólidos. “Foi um sucesso e levou mais dignidade, melhorando a vida de cada um”, disse Bianca Honório.
Municípios – Participaram do Reciclo foram: Sobrado, Riachão do Poço, São Miguel de Taipu, Itabaiana, Pilar, Juripiranga, Mogeiro, Ingá, Salgado de São Felix, Riachão do Bacamarte, Sapé, Mari, Cruz do Espírito Santo, São José dos Ramos, Guriem, Caldas Brandão, Picuí, Nova Palmeira, Frei Martinho, Baraúna, Cubati, Seridó, Sussego, Pedra Lavrada, Nova Floresta, Barra de Santa Rosa e Damião.
Paulo Dália, responsável técnico pelas capacitações, explicou que no projeto, a Famup atuou a partir de duas ações: a primeira constituída pela realização de um diagnóstico do perfil demográfico dos catadores de recicláveis e seus familiares, com enfoque nas questões socioeconômicas e educacionais. Traçado o perfil, foi possível dimensionar aspectos de ordem quantitativa e qualitativa que serviram como base para as ações seguintes. Já na segunda etapa, foi desenvolvida qualificação profissional com foco no trabalho dos catadores.
Continuidade – A partir de agora, a Famup desenvolverá o ‘Reciclo para Todos’, projeto que é financiado pelas prefeituras por meio de convênio. Esse poderá envolver todos os municípios paraibanos. O município que se interessar em garantir o projeto terá da Famup todo apoio para executá-lo através de uma equipe técnica, em conformidade com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).
O ‘Reciclo para Todos’ tem na figura dos catadores de resíduos sólidos um dos objetos de mudança. As atribuições conferidas aos catadores pela sociedade e pelo poder público, possuem um viés contraditório, pois não é dado a esses agentes o devido reconhecimento da sua dignidade humana, uma vez que a sociedade ainda não despertou para o papel fundamental dos catadores.O setor produtivo (Comércio e Indústrias) e a sociedade também são objeto dos projetos desenvolvidos dentro do ‘Reciclo para Todos’, assim como o poder público, mas em particular se destaca os alunos do Ensino Médio e Fundamental da rede de ensino pública e privada, a estes se somam todos os profissionais da saúde, educação e da assistência social.

Compartilhe: