Projeto Tribunal sem Distância será lançado em Bananeiras

A presidência do Tribunal de Justiça da Paraíba, juntamente com diretores e gerentes de diversos setores da instituição, estará no Fórum da comarca de Bananeiras, nos dias 24 e 25 de setembro, para discutir com servidores e magistrados de 17 comarcas da região sobre o funcionamento da máquina administrativa do Judiciário paraibano. A iniciativa faz parte do 'Tribunal sem Distância', projeto que será lançado pela atual gestão em Bananeiras, mas chegará a outras localidades do Estado.



Para o juiz auxiliar da Presidência, Eduardo José de Carvalho, trata-se de uma aproximação entre o TJPB e a comunidade do interior, bem como com os setores administrativos de cada comarca.



A ideia é desencastelar o Tribunal e levá-lo até as macrorregiões. Existe uma separação geográfica entre o Tribunal e as comarcas do interior, mas cada fórum é uma extensão do TJ. Entretanto, para a administração muitos problemas ficam distante de chegar ao conhecimento do presidente e das Diretorias”, explicou.



Eduardo Carvalho acrescentou ainda que nestes encontros os envolvidos vão tirar dúvidas, aperfeiçoar procedimentos administrativos e ter mais acesso às informações do TJPB. “isso faz com que o Tribunal possa alcançar os anseios, além de abrir a integração e interação social entre as células da Justiça paraibana”, disse.



A primeira edição do evento envolve as comarcas de Solânea, Arara, Serraria, Araruna, Belém, Caiçara, Pirpirituba, Guarabira, Alagoa Grande, Alagoinha, Alagoa Nova, Areia, Cuité, Picuí, Barra de Santa Rosa, Cacimba de Dentro e Pilões.



Programação - Na quinta-feira (24), os dirigentes do TJPB se reúnem com juízes e gerentes de fóruns. Já na sexta-feira (25), participarão do evento prefeitos, presidentes de Câmaras e líderes religiosos da região.



Desembargadores das Câmaras Cíveis e Criminal do Tribunal também estarão presentes para realizar uma troca de experiências jurídicas e debater com os juízes a respeito das súmulas – pensamento da Corte paraibana sobre determinada matéria. Representantes da Ouvidoria Geral de Justiça e do Comitê de Priorização do 1º Grau também participarão do evento.